Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 18/03/2017

Você não pode ouvir Deus falar com a Bíblia fechada, diz atriz Sadie Robertson, de Deus Não Está Morto 2

O cinema cristão vem se consolidando como uma importante ferramenta de difusão de testemunhos e mensagens de encorajamento e transformação de vidas, e a atriz Sadie Robertson (Deus Não Está Morto 2), 19 anos, fez uma publicação incentivando as pessoas a lerem a Bíblia Sagrada para que estejam aptas a ouvir a voz de Deus.

 

A jovem atriz participou do filme Deus Não Está Morto 2 e também do longa-metragem chamado I’m Not Ashamed (“Eu Não Me Envergonho”, em tradução livre), que narra o testemunho de uma aluna cristã que morreu em um atentado terrorista a uma escola em Columbine, em 1999.

Em uma publicação no Instagram, a atriz afirmou que em um período de sua vida, ela omitia um problema durante suas orações, como se pudesse ocultá-lo de Deus: “Eu fazia isso porque eu estava com medo”, escreveu.

 

Sem entrar em detalhes, Sadie Robertson afirmou que se portou dessa forma porque acreditou que era a solução mais simples: “Eu pensei que talvez eu estivesse fazendo um bem a mim e a Deus em simplesmente não mencionar isso. E essa atitude só criou uma divisão entre eu e meu Criador”, afirmou.

 

“Havia algo entre nós, impedindo nosso relacionamento, porque eu não confrontava meu problema”, disse, acrescentando que esse problema se tornou um pesado fardo, que a obrigou a contar mentiras para si mesma.

 

A certa altura, ela disse ter ouvido um chamado de Deus, para que mudasse de postura: “A vida me deu um tapa na cara e antes que eu pudesse bater de volta, eu me encontrei gentilmente abrindo as páginas da Bíblia e vendo toda a verdade que eu precisava saber há tanto tempo”, relembrou.

 

Dessa experiência, ela tirou uma importante lição: “Você não pode dizer que Deus está em silêncio se sua Bíblia está fechada […] Vocês podem ter medo de Deus, porque vocês o vêem como ‘juiz’. Eu quero oferecer-lhe outros nomes para Ele. O caminho, a Verdade, a Vida, a rocha, amor, paz, o Criador, soberano, Ele é a força quando somos fracos, Ele é o começo e o fim”, explicou.

 

A postagem, que poderia soar como um desabafo, era na verdade, uma ação evangelística: “Ele sempre me mostrou a redenção, então, hoje, se você fez um nome para quem Deus é, mas nunca abriu a Bíblia para ver ou pediu para receber, quero desafiá-lo a fazer isso. Paz”, concluiu.

 

GOSPEL +