Versículo do dia
E caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?

10 atitudes que cristãos devem ter no namoro

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

fad38f40-443d-4a4e-87b1-7e02c1e46b92O escritor e ministro de jovens Frank Powell afirma que é importante que os cristãos tenham a mentalidade certa antes iniciar um namoro. Por isso, ele preparou 10 regras para casais que querem alcançar um casamento centrado em Cristo.

 

1. Pare de procurar a “metade da laranja”

 

A “metade da laranja” não existe, porque Deus não criou o casamento para ser uma loteria divina, onde cada pessoa tem um bilhete premiado. Casamento não se resume em encontrar alguém totalmente compatível, mas sim em se comprometer com alguém apesar das dificuldades e diferenças.

 

2. Namore com a intenção de casar

 

Não há nenhuma razão de cristãos iniciarem um namoro sem a intenção de se casar. Viver uma trajetória a dois em direção casamento significa viver um namoro com um propósito. Ou seja, este é um relacionamento baseado em uma compreensão do evangelho. (É claro que você não é obrigado a se casar com a primeira pessoa que for namorar.)

 

3. Não namore pessoas que não são cristãs

 

O objetivo final do casamento é a santificação, para nos tornar semelhantes a Deus. Então, como namorar alguém que não poderá te ajudar nisso? Se um cristão namora com um não-cristão, duas alternativas acabarão acontecendo: ou ele se afasta de Deus ou o parceiro se tornará “um deus funcional”. Você pode até pensar que através do namoro possa vir a conversão, mas namoro não é lugar para ser missionário.

 

4. Tenha uma lista de valores e não os comprometa

 

Nunca comprometa sua fé e seus valores apenas para estar em conformidade com alguém. As pessoas devem identificar os seus valores primários e secundários, e depois filtrá-los adequadamente.

 

5. Não namore um “atirador”

 

Ele está sempre manuseado uma espingarda, mirando em todas as presas? Isso é ótimo para a caça… Mas é terrível para namoro. Não adianta chamar 20 pessoas para um encontro, na esperança de que cinco delas sejam boas candidatas e uma delas se torne um “cônjuge”. Esta mentalidade só irá promover um futuro divórcio.

 

6. Não há problema em querer se casar

 

Não há problema em orar a Deus para que Ele envie um cônjuge, mas esse desejo não deve consumir sua vida. Seja paciente. Espere no Senhor. Se você estiver confiante que Deus chamou você para se casar, ele irá te entregar essa bênção.

 

7. Não há problema em não querer se casar

 

A união não é obrigatória. Se as pessoas não querem se casar ou precisam de mais tempo antes do casamento, elas não estão cometendo um pecado. Se você não está pronto, não permita que a pressão cultural substitua os planos de Deus.

 

8. Tenha outros cristãos ao seu redor, e os ouça

 

Os sentimentos podem enganar, e as vozes dos outros podem te ajudar a identificar inconsistências e problemas que você não poderia sozinho, porque elas estão fora da tempestade.

 

9. Prossiga com uma mente pura

 

Sexo antes do casamento é errado. No entanto, muitos cristãos recorrem à pornografia por acreditarem que a coisa mais importante para um casamento é se manter virgem. A igreja precisa ensinar a importância de uma mente pura. Isso requer disciplina, moderação e abstinência de atividades que não promovem a santidade. O sacrifício vale a pena!

 

10. Não dependa de alguém em coisas que só Deus pode fazer

 

Os cristãos não devem confundir seus parceiros com Deus. Não devem enxergá-los como fonte de alegria, paz e propósito, uma vez que só Deus pode fornecer essas coisas. A dependência no namoro leva a casamentos dependentes. E casamentos dependentes são ruins, porque carregam um fardo muito pesado. Deus deve estar no centro de sua vida antes de seu parceiro. Se não, a pureza vai para o banco de trás. O namoro com propósito do casamento vai para o banco de trás. E todos os princípios acima são anulados e perdem o efeito, se Deus não estiver no centro.”

 

GUIAME

OUTRAS NOTÍCIAS