A faixa de pedestres deve ser colocada como está determinado no Código de Trânsito Brasileiro, e não do jeito que querem, com a bandeira do LGBTQIA+”, dispara Edvaldo Lima

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

A pintura de uma faixa com as cores da bandeira do grupo LGBTQIA+ numa rua da cidade de Sobral, no estado do Ceará, foi motivo de repúdio do vereador Edvaldo Lima (MDB) durante pronunciamento na Câmara Municipal nesta quinta (29). Segundo o vereador, que é evangélico, o Código de Trânsito Brasileiro precisa ser respeitado e a população não pode fazer o que quer, fazendo descer “goela abaixo”.

Para Edvaldo, a faixa colorida “é uma aberração”. O vereador chamou a atenção dos gestores públicos para o respeito ao CTB, especialmente o de Feira de Santana, e disse que “estão inventando moda no Brasil”. “Se isso chegar aqui em Feira, me faça uma garapa. Com certeza buscarei todos os meios para evitar. O vereador Silvio Dias, que é policial rodoviário federal, entende muito bem o que eu estou dizendo”, disse.

Edvaldo criticou a faixa de pedestre da cidade cearense e chamou de “totalmente desfigurada”, destacando a necessidade do cumprimento do quanto disposto no artigo 336, inciso I, do CTB: “aplicam-se os sinais de trânsito previstos no Anexo II até a aprovação pelo CONTRAN, no prazo de trezentos e sessenta dias da publicação desta Lei, após a manifestação da Câmara Temática de Engenharia, de Vias e Veículos e obedecidos os padrões internacionais”.

A faixa de pedestre foi pintada há alguns dias na cidade, especificamente no cruzamento entre a Av. Dom José com a Rua Deolindo Barreto, um ponto estratégico da cidade. A iniciativa, considerada inédita no Brasil, foi idealizada pela diretora criativa da marca T-shirt em Box, Rhasnny Roque, em parceria com a Associação Mães pela Diversidade, e tem o intuito de buscar mais empatia com a causa e menos violência.

Portal Cidade Gospel

OUTRAS NOTÍCIAS