Aliado de Lula cogita tributar igrejas evangélicas; tema virou bate-boca entre vereadores de Feira – veja o vídeo

Foto Reprodução You Tube

Câmara Municipal de  Feira de  Santana- Bahia 

Aliado de Lula (PT), o ex-deputado federal José Genoino cogita a tributação de igrejas evangélicas para “atrapalhar seu crescimento” no país. A opinião é do vereador Edvaldo Lima (MDB), que considera a suposta intenção de reverter a isenção tributária como tentativa de impedir o investimento da igreja em ações sociais.

Na sessão desta quarta-feira (09), o parlamentar externou sua preocupação com a próxima gestão federal: “sabem que a igreja usa o dinheiro que seria de impostos para crescer. Essa turma quer atrapalhar o nosso crescimento pois nos veem como ameaça”.

Veja o video 

Parlamentares entraram em ‘rota de colisão’ promovendo um bate-boca em defesa do Partido dos Trabalhadores, dentre eles, Silvio Dias do PT, afirmando que um grupo de religiosos são falsos profetas, e questionou a isenção fiscal das entidades religiosas, e citou a passagem bíblica:”Dai a César o que é de César, e a Deus, o que é de Deus”.

Na mesma hora, Edvaldo Lima rebateu o petista: “Se há uma Lei de isenção, então não há ilegalidade”, ressaltou.

O presidente da Câmara Municipal Fernando Dantas Torres alfinetou o edil: “Quem sancionou a Marcha para Jesus no Brasil?” Na sequência, Lima respondeu, o projeto foi do bispo Marcelo Crivella.

“As lideranças desse partido deveriam ficar preocupadas era para não estourar o teto de gastos e não aumentar o número de Ministérios”, disparou Valdemir Santos.

O vereador Ron do Povo entrou na ‘roda’ e atribuiu comportamentos negativos de líderes, mas não citou nomes.

No uso da palavra no plenário da Casa da Cidadania, o vereador Paulão do Caldeirão levantou a voz e defendeu os pastores, desmistificando as acusações e finalizando o debate.

Vereador Edvaldo Lima puxou o tema 

Fonte Portal Cidade Gospel/ Denivaldo Costa

 

OUTRAS NOTÍCIAS