Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 02/03/2019

Aline Barros ganha ação judicial movida por ex-backing vocal

Através de um comunicado enviado à imprensa nesta quinta-feira (28), a cantora Aline Barros informou que a ação judicial movida por sua ex-backing vocal, Janeh Magalhães, foi arquivado de forma definitiva pela Justiça.

 

No dia 31 de agosto de 2018, Janeh foi a público declarar que foi demitida da banda de Aline por ser homossexual. Ela pediu R$ 1 milhão de indenização sob pretexto de discriminação.

 

De acordo com a sentença proferida por um juiz da 4ª Vara de Trabalho, os pedidos formulados por Janeh foram julgados como improcedentes, ou seja, não haviam provas suficientes que reforçassem a alegação da ex-backing.

 

Ela ainda foi condenada “a pagar custas judiciais e expressivos honorários ao advogado”. O valor a ser pago foi calculado em R$ 20 mil.

 

O comunicado da imprensa ainda diz que Janeh Magalhães sequer lançou mão de qualquer recurso pra recorrer da sentença.

 

O arquivamento do processo aconteceu no último dia 18 de fevereiro.

 

Fonte: Pleno News