Animais domésticos não devem substituir filhos, diz Papa Francisco

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

O Papa Francisco elogiou, na manhã desta 4ª feira (5.jan), a paternidade e adoção, mas lamentou que muitos casais substituam os filhos com animais de estimação. A declaração do pontífice foi feita durante audiência geral, realizada no Vaticano

“Vivemos uma época de orfandade notória. A nossa civilização é um pouco órfã e se sente essa orfandade. Muitos casais não têm filhos porque não querem ou têm um só e chega, mas têm dois cachorros, dois gatos que tomam o lugar dos filhos”, disse.

Francisco ressaltou ainda que “renegar a paternidade e a maternidade nos diminui, tira a nossa humanidade e a civilização envelhece”. Para ele, o chamado “inverno demográfico” e a queda significativa de natalidade em alguns países, principalmente ocidentais, deve ser repensada.

“Ter um filho é sempre um risco, tanto natural quanto de adoção, porém, é mais arriscado não ter. Mais arriscado é negar a paternidade, negar a maternidade, tanto real quanto espiritual. Um homem e uma mulher que não desenvolve o sentido da paternidade e maternidade”, reforçou o líder da Igreja Católica, incentivando aqueles que não podem ter filhos a pensarem na adoção.

SBT News Reprodução/Vatican News

OUTRAS NOTÍCIAS