Após internação por ingerir remédios em excesso, Flordelis recebe alta hospitalar

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Crédito: Reprodução/Instagram

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) recebeu alta hospitalar após sua internação às pressas na terça-feira, 23 de fevereiro, horas após o TJ-RJ afastá-la das funções de seu mandato. Enquanto isso, o mesmo tribunal decidiu negar um pedido de habeas corpus da filha biológica da parlamentar, Simoni dos Santos Rodrigues.

Ré pelo assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, Flordelis foi internada após ser encontrada desacordada. Inicialmente, a alegação sobre o motivo da internação foi de “queda de pressão”, mas posteriormente surgiu a informação de que ela teria ingerido remédios em excesso após receber a notícia de seu afastamento do mandato.

“A internação se deu pelo o excesso de medicação tomada após a injusta decisão do pedido de seu afastamento do mandato de deputada federal, com a justificativa que atrapalharia as investigações, que pasmem, encerraram em sua primeira fase, não cabendo, portanto, nenhuma possibilidade de utilização de seu cargo para prejudicar o processo”, disse a assessoria de imprensa da parlamentar através das redes sociais.⠀

O comunicado também se queixa do tratamento que vem sendo dispensado a ela: “A deputada Flordelis vem sofrendo um linchamento público antes mesmo do fim da primeira fase do processo que investiga a morte de seu marido, o pastor Anderson do Carmo, ela vem sendo condenada e humilhada perante a opinião pública, sem nenhum direito de defesa”.

De acordo com informações da revista Veja, Flordelis teve alta na tarde da última quarta-feira, 24, e está em sua residência, que fica na mesma cidade. Ela vem sendo monitorada com tornozeleira eletrônica, e tem autorização para estar apenas em Niterói, Rio de Janeiro e Brasília (DF).

A juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce vem conduzindo o julgamento na 3ª Vara Criminal de Niterói, que tem como réus outras dez pessoas. Anderson do Carmo foi assassinado em casa, em junho de 2019, e no corpo foram encontradas mais de 30 perfurações de projéteis de uma pistola 9 mm.

Habeas corpus
A filha biológica de Flordelis, Simoni dos Santos Rodrigues, irmã de Flávio dos Santos Rodrigues – apontado como autor dos disparos efetuados na garagem da casa onde o casal vivia com parte dos 55 filhos – teve seu pedido de habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

O desembargador Celso Ferreira Filho, que já havia votado pelo afastamento da deputada de suas funções, negou o pedido de prisão domiciliar feito pela defesa de Simone dos Santos Rodrigues, acusada de participar dos planos para o assassinato do pastor Anderson do Carmo.

De acordo com informações de O Globo, a defesa de Simone alegou que, devido ao tratamento contra um câncer, ela necessitaria de cuidados especiais. Entretanto, um laudo médico indicou que ela está sendo tratada normalmente na prisão, e a partir disso, o desembargador negou o pedido.

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS