Após prometer tentar atrair evangélicos, Lula é recebido por Manoel Ferreira

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Um encontro recente entre o bispo Manoel Ferreira, líder da AD Madureira, com o ex-presidente Lula (PT) foi revelado pelo ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, nas redes sociais.

A reunião entre Ferreira e Lula aconteceu após o ex-presidente afirmar que iria tentar se reaproximar dos evangélicos com vistas a levar o Partido dos Trabalhadores de volta ao poder.

O encontro, que não foi divulgado por nenhuma das partes, foi fotografado e terminou vazando. Garotinho, que está fora da vida pública e toca um programa de rádio, recebeu a foto e decidiu compartilhar.

“Na passagem pelo Rio de Janeiro, o ex-presidente Lula encontrou o líder das Assembléias de Deus, um dos mais fortes do país, bispo Manoel Ferreira. O encontro que não foi divulgado ocorreu com a participação de André Ciciliano, presidente da ALERJ”, escreveu o ex-governador.

Diante da repercussão negativa, o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado federal Cezinha de Madureira (PSD-SP), enviou recado a Garotinho negando que a reunião tenha sido uma negociação para abandonar o apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

“O Deputado Cezinha de Madureira, eleito com o apoio do Bispo Manoel Ferreira e seu filho, ligou para meu filho, Wladimir Garotinho, afirmando que o encontro do bispo com Lula foi uma cortesia. A igreja Assembleia de Deus de Madureira, segue firme com Bolsonaro. Feito o registro”, publicou o ex-governador, posteriormente, também em sua página no Facebook.

Desde que foi solto e teve seu processo anulado pelo Supremo Tribunal Federal, Lula vem dizendo que tentará atrair os evangélicos novamente em torno de sua eventual candidatura à presidência em 2022.

A necessidade de tentar reaver apoio contrasta com a postura abjeta adotada pelo próprio Lula em outros tempos: “Os pastores evangélicos jogam a culpa em cima do diabo. Acho fantástico isso. Você está desempregado é o diabo, está doente é o diabo, tomou um tombo é o diabo, roubaram o seu carro é o diabo”, disse o ex-presidente em 2015, arrancando gargalhadas da plateia.

Gospel + e foto: reprodução/Facebook

 

OUTRAS NOTÍCIAS