Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 15/11/2018

Artistas gospel indicados ao Grammy Latino falam sobre expectativa em torno da premiação

A 19ª edição do Grammy Latino será realizada na próxima quinta-feira, 15 de novembro, na cidade de Las Vegas, Nevada (EUA), e cinco artistas gospel brasileiros concorrem na categoria Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa.

 

Anderson Freire, Cassiane, Fernanda Brum, Léa Mendonça e Pr. Lucas já viajaram para a cidade, um dos principais pontos turísticos dos Estados Unidos. Em entrevistas, os artistas comentaram a expectativa em torno da premiação, que é tida como uma das principais do mundo.

 

“Ser indicado já é um grande prêmio pela graça do Senhor. Dedico isso de forma exclusiva à minha esposa, Raquel; ao meu filho, Gustavo; e à dona Yvelise [de Oliveira, dona da gravadora MK Music]. Ela me ensinou que ‘manter é muito mais importante que conquistar’”, afirmou Anderson Freire, que em 2016 venceu o Grammy Latino 2016 com o álbum “Deus não te Rejeita”, e agora concorre com “Contagem Regressiva”.

 

Cassiane, que já tem 37 anos de carreira, está comemorando sua primeira indicação à premiação, com o CD “Nível do Céu”, que marcou seu retorno à MK Music. “O Jairinho tem se dedicado tanto ao ministério que ele não tem produzido mais ninguém. Aí ele vem depois de tanto tempo para produzir o meu CD. Estou duplamente feliz porque o CD está lindo e a essência da Cassiane como cantora pop-pentecostal está no meio de uma premiação que o mundo todo está vendo”, comentou a cantora, referindo-se ao marido, que pastoreia a AD Alpha, em Barueri (SP).

 

A pastora Fernanda Brum – que enfrentou problemas de saúde recentemente – também expressou alegria por alcançar sua quarta indicação em 25 anos de carreira. O disco que concorre é “Som da Minha Vida”, lançado em 2017: “[O álbum] traz essa colcha de retalhos de outros CD’s e de momentos diferentes da minha vida. Ele contribui muito na minha história artística e ministerial. Eu dedico essa indicação à história do ministério da minha avó e a todos que fizeram parte da minha caminhada ministerial”, afirmou.

 

Outra estreante em indicações, Léa Mendonça concorre com o CD “Adoração na Guerra”, e diz que a premiação é apenas um detalhe diante da mensagem do álbum: “O meu CD tem dez pérolas que trazem cura, libertação e restauração. Cada uma foi gerada num momento de dor. A boca fala do que o coração está cheio e eu resolvi profetizar só coisas boas para mim e para as pessoas que me ouvem”.

 

O quinto brasileiro indicado, pastor Lucas, é mais um estreante na premiação. Com quatro anos de carreira, três álbuns lançados e dezenas de composições, o intérprete acredita que essa oportunidade gerada pelo trabalho no CD “Pintor do Mundo” pode representar o cumprimento de promessas: “Desta vez, o que acontecer em Las Vegas não vai ficar só lá. Vou trazer esta história para cá. Estou muito feliz por ver as promessas do Senhor se cumprindo”, afirmou ao portal Pleno News.

 

Portal Pleno News