Ativistas gays fazem beijaço em gabinete de deputado que protestou contra novela Babilônia

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

beijaco-gay-deputado-eli-borgesUm grupo de ativistas gays foi ao gabinete de um deputado estadual evangélico do Tocantins e promoveu um beijaço em protesto contra uma manifestação de repúdio à novela Babilônia, da TV Globo.

 

Os militantes homossexuais tinham a intenção de retaliar a aprovação de uma moção do deputado Eli Borges (PROS), em repúdio à Globo pela exibição do beijo gay no primeiro capítulo da novela.

 

Borges recebeu o apoio de outros 12 deputados, que votaram a favor do requerimento, de acordo com informações do JM Notícia.

 

O deputado comentou o protesto dos ativistas gays e afirmou que o gesto ilustra com clareza sua opinião a respeito do grupo: “Isso cristaliza o que penso, nós que defendemos a família tradicional, e o pudor, em todas as nossas ações nos respeitamos, discordamos, mas respeitamos [quem pensa diferente]”, disse Eli Borges.

 

O parlamentar acrescentou que, em seus posicionamentos, não faz insinuações de diminuição e/ou redução das liberdades individuais, mas que reforça a ideia de respeito mútuo: “Na medida em que ‘invadem’ o meu gabinete, estão deixando uma prova que eu respeito eles, mas eles, não me respeitam. Em nenhum momento eu fiz insinuação em detrimento dos seguidores desta prática, eu só disse que a intimidade tem que ser vivida na sua intimidade”, ponderou.

 

Beijaço

 

É comum os ativistas gays apelarem para a troca de carícias em público quando querem protestar contra quem discorda de seu estilo de vida.

 

Em janeiro de 2014, um protesto organizado por ativistas gays contra o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) em Jaboatão dos Guararapes (PE), queria promover um beijaço. Porém, os militantes não conseguiram reunir o número pretendido inicialmente e o protesto terminou com Feliciano dizendo que estava fortalecido para as eleições daquele ano.

 

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS