Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/10/2019

Atleta multado por usar faixa “Homem de Deus” doa mais de US$ 100 mil para caridade

Uma simples atitude que poderia passar despercebida de muitos foi transformada em uma oportunidade de abençoar milhares de vidas, após o atleta de futebol americano Demario Davis resolver doar o valor da multa que recebeu por usar uma faixa na cabeça, onde estava escrito “Homem de Deus”.

 

O episódio ocorreu em 22 de setembro passado. Na ocasião, Davis disse que não conhecia totalmente a regra da Liga Nacional (NFL) proibindo o uso de mensagens pessoais nos uniformes dos jogadores, e que a sua intenção foi mesmo testemunhar sobre Deus.

 

“Claro que você não quer ser multado. Ninguém quer perder dinheiro, mas acho que sempre que a conversa sobre Deus é iniciada, especialmente nesses tempos, acho que é sempre uma coisa positiva”, explicou o jogador em sua conta no Instagram.

 

Demario Davis foi multado em US $ 7.000, todavia, ele entrou com um recurso contra a NFL e conseguiu vencer. “Meu agente acabou de me dizer que ganhei meu apelo e não precisarei pagar multa pela faixa na cabeça”, publicou o jogador.

 

Diante disso, o jogador resolveu transformar a ocasião em oportunidade para chamar atenção sobre a importância da caridade às instituições de saúde.

 

Davis, que é cristão, anunciou que estaria vendendo faixas semelhantes a que usou, como “Homem de Deus”, “Mulher de Deus” e “Filho de Deus”, por US$ 25 cada, e que todo valor arrecadado seria doado para o St. Dominic Hospital em Jackson, Mississippi.

 

Em pouco tempo o atleta arrecadou US$ 60.000, que por sua vez foi dobrado para US$ 120.000, graças a um subsídio equivalente concedido ao hospital. O jogador comemorou o sucesso da iniciativa nas redes sociais.

 

“Isso é incrível, apenas mostra o poder de Deus. Sabe, eu nunca pensei que todo esse movimento tivesse acontecido, e não é apenas aqui em Nova Orleans. É nacional”, disse o atleta do New Orleans Saints.

 

“Passou de algo que me custaria US$ 7.000, agora a favor do bem, para ser US$ 120.000; e nós apenas aceitamos a multa que estávamos planejando pagar à liga e a doamos para a causa”, completou Davis, de acordo com o God Reports.

 
Gospel +