Versículo do dia
Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!

Atleta multado por usar faixa “Homem de Deus” doa mais de US$ 100 mil para caridade

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Uma simples atitude que poderia passar despercebida de muitos foi transformada em uma oportunidade de abençoar milhares de vidas, após o atleta de futebol americano Demario Davis resolver doar o valor da multa que recebeu por usar uma faixa na cabeça, onde estava escrito “Homem de Deus”.

 

O episódio ocorreu em 22 de setembro passado. Na ocasião, Davis disse que não conhecia totalmente a regra da Liga Nacional (NFL) proibindo o uso de mensagens pessoais nos uniformes dos jogadores, e que a sua intenção foi mesmo testemunhar sobre Deus.

 

“Claro que você não quer ser multado. Ninguém quer perder dinheiro, mas acho que sempre que a conversa sobre Deus é iniciada, especialmente nesses tempos, acho que é sempre uma coisa positiva”, explicou o jogador em sua conta no Instagram.

 

Demario Davis foi multado em US $ 7.000, todavia, ele entrou com um recurso contra a NFL e conseguiu vencer. “Meu agente acabou de me dizer que ganhei meu apelo e não precisarei pagar multa pela faixa na cabeça”, publicou o jogador.

 

Diante disso, o jogador resolveu transformar a ocasião em oportunidade para chamar atenção sobre a importância da caridade às instituições de saúde.

 

Davis, que é cristão, anunciou que estaria vendendo faixas semelhantes a que usou, como “Homem de Deus”, “Mulher de Deus” e “Filho de Deus”, por US$ 25 cada, e que todo valor arrecadado seria doado para o St. Dominic Hospital em Jackson, Mississippi.

 

Em pouco tempo o atleta arrecadou US$ 60.000, que por sua vez foi dobrado para US$ 120.000, graças a um subsídio equivalente concedido ao hospital. O jogador comemorou o sucesso da iniciativa nas redes sociais.

 

“Isso é incrível, apenas mostra o poder de Deus. Sabe, eu nunca pensei que todo esse movimento tivesse acontecido, e não é apenas aqui em Nova Orleans. É nacional”, disse o atleta do New Orleans Saints.

 

“Passou de algo que me custaria US$ 7.000, agora a favor do bem, para ser US$ 120.000; e nós apenas aceitamos a multa que estávamos planejando pagar à liga e a doamos para a causa”, completou Davis, de acordo com o God Reports.

 
Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS