Versículo do dia
Estendo para ti as minhas mãos; a minha alma tem sede de ti como terra sedenta. (Selá)

Aumento da fé cristã provoca demolições de igrejas na China

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

A perseguição do governo chinês a igrejas não registradas (“igrejas domésticas”) está se tornando mais severa porque “mais e mais pessoas acreditam no cristianismo”, disse um membro de uma congregação cuja “igreja doméstica” na província de Jiangxi foi demolida pelas autoridades em 27 de abril .

“Como as igrejas domésticas se recusam a se registrar no Estado e a ser gerenciadas por ele, o Partido Comunista Chinês (PCC) faz muito esforço para pressioná-los”, disse o cristão.

As autoridades disseram que tomaram medidas extremas porque a igreja doméstica no distrito de Guangxin, em Shangrao, era “de propriedade privada e não aprovada pelo governo”.

Um morador que testemunhou a demolição disse que o governo encontra qualquer pretexto para demolir uma igreja. “Isso proíbe sua reunião porque alega que sua igreja é ‘ilegal’”, disse ele. “As pessoas comuns são reprimidas, maltratadas e não têm liberdade de expressão. Aqueles que tentarem argumentar com o governo serão detidos. ”

A contínua repressão à Igreja pelo governo chinês viu centenas de igrejas domésticas e igrejas oficiais “Three-Self”, que são sancionadas pelo Estado, serem fechadas em toda a China.

Medidas cada vez mais repressivas incluem a prisão de pastores, a instalação de câmeras de vigilância dentro das igrejas e a remoção de símbolos e textos religiosos da exibição.

Folha Gospel com informações de Barnabas Fund

OUTRAS NOTÍCIAS