Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 02/12/2019

Banco de Leite do Hospital da Mulher está com baixo estoque

O Banco de Leite Humano do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, está com baixo estoque. De janeiro a junho de 2019, a unidade contou com 967 doadoras voluntárias, quantitativo considerado abaixo do ideal. Com a proximidade do período de final e início de ano, quando geralmente as doações diminuem, a Prefeitura, através da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, busca sensibilizar mulheres que estejam em fase de amamentação.

 

O prefeito Colbert Martins Filho, médico por formação, observa que a baixa no estoque do Banco de Leite é preocupante. “Prejudica o aprovisionamento de leite aos bebês prematuros, de baixo peso ou portadores de patologias, internados nos leitos da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do HIPS e que não podem ser amamentados pela própria mãe, colocando assim em risco a nutrição e desenvolvimento desses bebês que só contam com leite doado para se alimentar”, pontua.

 

A presidente da Fundação Hospitalar, Gilberte Lucas, ressalta que o relatório de produtividade do BLH do Hospital da Mulher, que é apresentado a cada seis meses, aponta que 342 litros de leite foram coletados no primeiro semestre.

 

“Em 2019 foram feitos 2.014 atendimentos individuais para checagem do perfil da doadora, com 1.316 atendimentos em domicílio, sendo cooptadas 967 doadoras voluntárias. Neste período o Banco de Leite Humano coletou 383,5 [trezentos e oitenta e três litros e meio] de leite materno que após passar pelo controle de qualidade foram distribuídos aproximadamente 342 litros”, salienta.

 

Ela informa ainda que o leite coletado é usado na alimentação de recém nascidos prematuros ou de baixo peso, imunologicamente deficiente, com perturbação gástrica de origem variada e alérgicos a outros tipos de leite.

 

“Posso atribuir o reconhecimento da referência aplicada ao Banco de Leite do Hospital da Mulher ao trabalho e investimentos do Governo Municipal, que através de recursos próprios oferece hoje uma nova estrutura adequada e organizada, destinada para a coleta de leite humano, conforme as técnicas assépticas estabelecidas. O HIPS conta também com sala exclusiva para a amamentação onde as mães encontram conforto e comodidade, preconizadas pelo Ministério da Saúde”, enfatiza Gilberte Lucas.

 

As mães interessadas em doar leire materno podem agendar a visita da equipe do Hospital da Mulher através do telefone 3602-7156. O Hospital da Mulher conta também com a colaboração do Corpo de Bombeiros para a coleta do leite materno de mães voluntárias.

 

Unidade também precisa de frascos de vidro

 

A enfermeira da Assistência do Banco de Leite do Hospital da Mulher, Patricia Silva, observa que também é importante a arrecadação dos potes de vidro com tampa plástica, que são essenciais para captação e armazenamento de leite humano. Ela afirma que um simples frasco de café solúvel, de vidro, tem grande valor para o Banco de Leite. “Esse material, após esterilizado, é seguro, pois é resistente ao congelamento e descongelamento. O processo evita que o leite perca os nutrientes, além de não acumular cheiro e resíduos, sendo fácil de esterilizar”, alertou a enfermeira.

 

O Banco de Leite do Hospital da Mulher conta com o apoio das escolas técnicas de enfermagem e faculdades para conseguir arrecadar os frascos de vidros. Mas de acordo com a enfermeira, o quantitativo arrecadado não é suficiente. “Os frascos de vidro são únicos para acondicionar de forma correta o leite materno que é doado. Todavia, precisamos da ajuda da comunidade e de todos os organismos da sociedade para o bem dos recém-nascidos do Hospital da Mulher”, acrescentou.
Foto: Fátima Brandão