Versículo do dia
Porque, quem é Deus senão o Senhor? E quem é rochedo senão o nosso Deus?

Bebês prematuros relaxam em ofurô

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

6102015093459Para quem nunca viu, parece que o pequenino Kleiton vai sair do banho chorando mais do que quando entrou. Segurado à altura do ombro, é movimentado de um lado para o outro do balde pela fisioterapeuta Dayana Rego. A técnica usada é conhecida como banho de ofurô. Sob os olhos atentos da mãe Soraia dos Santos, em poucos minutos o choro foi substituído por uma expressão de tranquilidade. Quase dormiu ainda dentro da água morna a 36º.

 

A água é colocada até quase à metade do balde. Dayana Rego explica que o equipamento foi projetado para que o centro de gravidade influencie diretamente no processo de relaxamento da criança – isto em poucos minutos. Especialistas afirmam que a sensação para o recém-nascido, como o balde é apertadinho e a água morna, é de que ela está no útero da mãe. Depois do banho, é a hora da soneca.

 

Soraia dos Santos disse que inicialmente ficou apreensiva com os movimentos, que considerou brusco. “Inicialmente o meu bebê chorou, mas depois foi relaxando e quando saiu do banho já estava quase dormindo. Gostei dos resultados”, afirmou.

 

O banho de ofurô está sendo colocando em prática no Método Mãe Canguru, no Hospital da Mulher. Por alguns minutos, diz a fisioterapeuta, pode-se reproduzir a fase aconchegante do útero para o bebê. A iniciativa humaniza o atendimento à criança e leva informações para as mães, que poderão ser aplicadas no dia a dia, depois da alta hospitalar.

OUTRAS NOTÍCIAS