Bolsonaro volta a dizer que será o último vacinado contra a covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Afirmação foi dada pelo presidente Jair Bolsonaro a apoiadores, nesta 2ª feira (7.jun) | Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse a apoiadores nesta 2ª feira (7.jun) que será o último a tomar a vacina contra covid-19 no Brasil. Aos 66 anos, ele poderia ter sido vacinado, já que o Plano Nacional de Imunização (PNI) no Distrito Federal distribuiu doses a todos acima de 60 anos. A afirmação já foi dada anteriormente pelo chefe do executivo, assim como pelo vice-presidente, Hamilton Mourão.

Bolsonaro ainda continuou se referindo à vacinação e questionou as críticas que o país tem recebido por sediar a Copa América. “Japão, se não me engano, 3% foi vacinado com a segunda dose. E vão fazer uma Olimpíada. A Copa América aqui não pode”, disse o presidente. No entanto, o número de mortes do país oriental não foi levado em consideração na fala. Foram pouco mais de 13 mil óbitos desde o início da pandemia, uma das menores taxas por milhão do mundo. O rigor nas medidas preventivas é apontado como a principal causa do resultado considerado baixo, em comparação a outras países.

Mortes por Covid

O presidente ainda fez comentários sobre um suposto relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) que questiona o número de mortes pela Covid, em 2020, no Brasil. “O relatório final não é conclusivo, mas em torno de 50% dos óbitos não foram por Covid, segundo o TCU. Logicamente a imprensa não vai divulgar”, disse Bolsonaro, que prometeu divulgar o documento na tarde desta segunda.

O TCU foi procurado pela reportagem do SBT News, mas não se manifestou até a conclusão deste texto. O espaço segue aberto para resposta.
Leia as últimas notícias do presidente:

Fonte – SBT News

OUTRAS NOTÍCIAS