‘Brasil é nação abençoada’, diz Bolsonaro na abertura de evento da Assembleia de Deus

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

A abertura da 45ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Convenção Geral da Assembleia de Deus no Brasil, em Cuiabá (MT) contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL), além de diversas lideranças da denominação. Em seu discurso, o mandatário afirmou que o país atravessa uma luta do bem contra o mal.

A cerimônia de abertura da 45ª AGO foi realizada no Grande Templo da Assembleia de Deus na capital mato-grossense, e o presidente da CGADB, pastor José Wellington Jr, recepcionou Bolsonaro afirmando que a reeleição será consolidada no primeiro turno.

Wellington Jr também afirmou que satanás será humilhado em outubro, durante as eleições, segundo informações do portal RD News.

O principal adversário de Bolsonaro na disputa pela presidência é o ex-presidente Lula (PT), que recentemente declarou ser favorável à legalização do aborto.

O presidente Bolsonaro só falou ao público no encerramento da cerimônia, e declarou estar feliz pela oportunidade de se reunir com pessoas que têm Deus no coração. Em seu discurso, lembrou da indicação de um pastor ao Supremo Tribunal Federal (STF) e enalteceu a resiliência do povo brasileiro na “luta do bem contra o mal”.

“O que nos juntos estamos construindo é um caminho sólido para a prosperidade e temos os mesmos valores: lutamos contra o aborto, contra a legalização das drogas, contra a questão de gênero e a favor da liberdade de expressão e liberdade religiosa”, pontuou Bolsonaro.

“O Brasil é um país fantástico. Em vários momentos da sua história passamos por momentos difíceis, como vivemos por agora. Mas o povo brasileiro tem fé e vence seus obstáculos. Como eu cheguei até aqui? Foi a mão de Deus. Eu só peço que enquanto Ele me der vida, eu entregue o comando do país para uma outra pessoa que saiba dar continuidade a tudo que começamos a plantar em 2018”, acrescentou.

Bolsonaro reconheceu suas limitações, observando que é motivado por ver o país em um caminho de crescimento: “Não sou perfeito, mas sentimos dificuldades e sabemos para onde devemos marchar. […] Nós somos a maioria que luta, acredita e quer o melhor para os nossos filhos, no ensinamentos de Deus”.

Gospel+

OUTRAS NOTÍCIAS