Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 24/07/2018

Caçambas não cadastradas que fazem transporte de areia ou entulho são notificadas

As caçambas que estavam transportando areia ou entulhos sem estarem devidamente autorizadas foram notificadas pela Prefeitura de Feira de Santana. A fiscalização para observar se estes veículos estão dentro da lei municipal foi realizada nesta terça-feira, 24.

 

Como foram notificados pela primeira vez, o valor a ser pago será de R$ 1 mil. A partir da segunda notificação, o valor dobra e chega a R$ 4 mil na terceira vez. Outras infrações de trânsito também foram notificadas, como transportar areia sem cobertura da caçamba. A operação será realizada continuamente.

 

A autorização para a prestação deste serviço – seja pessoa física ou jurídica, está relacionada ao cadastramento obrigatório junto à Secretaria de Serviços Públicos. As caixas coletoras também devem ser cadastradas. O que se obriga é a destinação final correta.

 

O prazo para que todos os veículos, inclusive as carroças, se regularizem e passassem a prestar o serviço de acordo com a lei terminou em abril. Estima-se que na cidade existam cerca de 700 carroças, mas apenas 34 estão cadastradas na SESP.

 

“Estamos numa ação constante com o objetivo de disciplinar este serviço”, disse o secretário Justiniano França. Segundo ele, a retirada das ruas e a destinação final deste material custa R$ 100 mil aos cofres municipais, mensalmente.

 

O preço da tonelada de entulho, para o descarte do Aterro é de R$ 12,14. Cadastrado, o veículo recebe um adesivo com um número, que é fixado à porta. “Assim a gente fica mais tranquilo para trabalhar”, disse o motorista José Augusto, que está cadastrado.

 

A equipe formada por prepostos da SESP, SMT (Superintendência Municipal de Trânsito) e da Guarda Municipal, estiveram em pontos onde este tipo de descarte é realizado com maior frequência, como o final da avenida Ayrton Senna e trecho da avenida Artêmia Pires.

 

 

Secom