‘Cala a boca, Barroso’: Malafaia responde críticas do ministro ao povo brasileiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Imagem You Tube

As críticas do ministro Luís Roberto Barroso aos brasileiros que se manifestaram no dia 7 de setembro foram rebatidas pelo pastor Silas Malafaia, que aproveitou para defender o governo do presidente Jair Bolsonaro.

O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) lembrou do contexto que formaram as circunstâncias da chegada de Barroso ao STF, e disse que o ex-advogado defensor de pautas progressistas deveria medir suas palavras.

“Cala a boca, ministro Barroso. Você não tem moral para atacar o presidente Bolsonaro, nem o povo brasileiro. […] Você só é ministro do STF porque você foi nomeado pelo governo mais corrupto do Brasil, Dilma”, disparou Malafaia.

“Você querer dizer que a crise econômica e social é culpa de Bolsonaro, que governa há dois anos? Durante 14 anos os governos do PT cometeram a maior roubalheira da história desse país, saquearam o país”, contextualizou.

Malaia, que foi antagonista da indicação de Barroso ao STF em 2013, por considerar que o então advogado tinha “princípios contrários aos nossos”, resgatou o ativismo do ministro em temas como o aborto: “Barroso, você rasgou a Constituição, o artigo 5°. A vida é inviolável, e o Brasil é signatário da Convenção Americana de Direitos Humanos. Artigo 4, Inciso I, [que diz] que a vida começa na concepção”.

“Você fez lobby para o STF aprovar que a mulher pode abortar até o terceiro mês de gravidez. Você é digno de impeachment. Barroso, você é defensor de um assassino terrorista, Cesare Battisti, que foi condenado à prisão perpétua na Itália, e você queria que ele vivesse aqui, livre, solto e leve”, acrescentou.

O pastor voltou a criticar a postura do ministro no debate sobre a transparência das eleições: “O único ministro de um Supremo Tribunal no mundo a ir num Congresso Nacional fazer lobby […] pela urna eletrônica. Uma urna obsoleta, que tem 25 anos, cujo voto não pode ser auditável. Como é que vai provar fraude? O Brasil é o único país do mundo cuja votação é 100% eletrônica”.

“Que moral tem você? Chamar brasileiros de fanáticos e mercenários? Milhões e milhões foram às ruas no 7 de setembro […], a maior manifestação política da história do Brasil. Respeite o povo brasileiro, seu inescrupuloso”, encerrou Malafaia.

 

 

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS