Versículo do dia
Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra.

Casal vence o medo do terrorismo e decide se casar na Síria: “O Amor é mais forte”

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

2388612891-casamento-siriaUm casal sírio decidiu celebrar sua união em sua terra natal, apesar desta já estar devastada pela guerra. O objetivo de sua decisão é mostrar ao mundo que o amor é mais forte que a violência e o terrorismo.

 

 

A NBC relatou que Radwan Bizar e Fian Ayub são de Kobanî, Síria. Eles se conheceram na Turquia, quando Bizar, um jornalista de 30 anos de idade, viajou para a cidade a trabalho e encontrou a jovem Ayub, de 22 anos, durante o seu tempo de pesquisa para reportagens.

 

 

O casal rapidamente se apaixonou, mas o problema não estava muito distante. Os terroristas do Estado Islâmico começaram a bombardear sua cidade natal, na Síria.

 

 

O casal permaneceu por um tempo na Turquia, esperando que cessassem os ataques na Síria. Alguns amigos e membros da família recomendadaram que eles se casassem, enquanto ainda estavam fora de sua terra de origem. Mas ambos, Bizar e Ayub estavam firmemente resolvidos: eles queriam se casar em Kobanî.

 

 

“Não importa o quão bonitas sejam as outras cidades e países do mundo, para mim o país e a cidade em que nasci e cresci são o lugar mais bonito”, disse Ayub. “Apesar da devastação, destruição, guerras e terrorismo, a verdadeira felicidade está em sua terra natal”.

 

 

Bizar fez côro com os sentimentos de Ayub: “Nós sempre nos recusamos, até mesmo a pensar em celebrar o casamento na Turquia… Casar no seu país é um senso de dignidade e orgulho”.

 

E assim, quando os ataques contra Kobanî cessaram, o casal voltou e celebrou sua união em 23 de outubro (2015). Em um vídeo da NBC.com sobre casamento, o sorriso de Bizar e Ayub fornece um contraste gritante com relação aos escombros e à destruição ao seu redor.

 

 

“Nós somos pessoas que amam a vida, que gostam de viver, apesar de toda a destruição e devastação”, disse Bizar. “Nós não temos medo do terrorismo e do Estado Islâmico. Decidimos casar aqui e vamos ficar aqui. Nós não iremos embora”.

 

GUIAME

OUTRAS NOTÍCIAS