Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 17/10/2019

Casamento é interrompido com atentado a tiros; Pastor e noiva ficaram feridos

Um casamento em uma igreja foi interrompido a tiros e o pastor e a noiva ficaram feridos. As autoridades investigam se o episódio está relacionado ao assassinato de um dos ministros da denominação pentecostal.

 

O caso foi registrado na cidade de Pelham, na Nova Inglaterra (EUA). O escritório do procurador-geral anunciou na noite do último sábado que Dale Holloway, 37 anos, foi preso por agressão em primeiro grau, depois de supostamente atirar no bispo Stanley Choate, 75, na parte superior do peito.

 

Choate, o pastor da igreja New England Pentecostal Ministries, em Pelham, está em estado grave no Tufts Medical Center, em Boston, de acordo com um comunicado divulgado à imprensa.

 

A noiva, Claire McMullen, 60 anos, também sofreu um ferimento de bala no braço no incidente, segundo informações do portal New Hampshire Union Leader. Ela foi levada para o Centro Médico do Sul de New Hampshire, em Nashua, onde está internada e seu estado de saúde é considerado bom.

 

A polícia recebeu uma ligação relatando disparos às 10:12 da manhã na igreja. Os policiais chegaram cerca de três minutos depois, disse o chefe de polícia de Pelham, Joseph Roark.

 

Othniel Archer, 59 anos, morador de Nashua, é diácono na igreja e estava lá no momento do tiroteio. A filha dele, Janail, frequentadora da mesma congregação, disse que seu pai contou que ele estava na galeria quando viu um homem vestindo um capuz caminhar em direção ao púlpito e atirar no bispo Choate.

 

Após o incidente, o diácono relatou à família que pulou da varanda para atacar o atirador. Ele pediu ajuda e mais três pessoas se juntaram a ele para prender o atirador no chão.

 

Quando a polícia chegou, encontrou os convidados do casamento segurando o atirador. A polícia não discutiu a relação entre o atirador e as vítimas. Mas Roark disse: “Este não parece ser um evento aleatório neste momento”.

 

O diácono Archer disse que reconheceu o atirador como o enteado de Luis Garcia, um ministro ordenado de 60 anos, que foi encontrado morto a tiros dentro de uma casa em Londonderry em 1º de outubro. “Meu pai era muito próximo da família”, disse Janail.

 

Dale Holloway foi listado como enteado no obituário de Luis Garcia, e agora está sob custódia, com uma audiência de julgamento agendada para esta terça-feira, 15 de outubro, no Tribunal Superior do Condado de Hillsborough, em Nashua.

 

Ele também foi preso por acusações alternativas de causar, intencional e conscientemente, lesões corporais por meio de uma arma mortal, por atirar no bispo Choate no peito, segundo o escritório do procurador-geral.

 

O funeral do padrasto do acusado seria realizado ao meio-dia de sábado, logo após o casamento, no templo da igreja. Porém, como houve o atentado, a Polícia decidiu impedir a entrada dos amigos do ministro, cancelando o funeral por conta do incidente horas antes. A Polícia cercou a igreja com fita amarela da cena do crime e passou o resto da tarde de sábado entrevistando testemunhas.

 

 

Gospel +