Versículo do dia
Porquanto te ordeno, hoje, que ames o Senhor, teu Deus, que andes nos seus caminhos e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que vivas e te multipliques, e o Senhor, teu Deus, te abençoe na terra, a qual passas a possuir.

Centro de Zoonoses faz mutirão e já castrou 1.270 animais em 2015

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

19120796-0db9-4788-a5e1-fba9753e033cA fila era grande, mas a espera foi por uma boa causa. Centenas de pessoas compareceram na manhã desta quarta-feira, 16, no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para castrar seus animais.

 

Com a realização de mais um mutirão de castração, o CCZ somou cinco durante o ano. A ação promoveu a castração de 1.270 animais em 2015, atendendo pessoas de baixa renda, pessoas que têm grande número de animais em casa e animais de rua.

 

“Essa é uma ação efetiva de nosso município e visa, além de controlar a população de animais, também prevenir as zoonoses, que podem ser transmitidas para os seres humanos”, destacou a diretora do CCZ, Mirza Cordeiro.

 

Silvana Felix Bezerra, voluntária, acordou cedo e levou uma dezena de animais para castração. Ela e outros voluntários realizam o trabalho de recolhimento de animais de rua para levar ao CCZ e realizar a intervenção cirúrgica. Além disso, a voluntária ainda cuida dos animais no pós-cirúrgico e depois colocam para adoção.

 

“Todos deveriam fazer esse trabalho. Nós somos criaturas do mesmo criador. E os animais sentem as mesmas dores que nós sentimos. São como se fossem gente e precisam de nossa ajuda”, afirmou Silvana.

 

A cirurgia de castração é feita mediante a retirada dos testículos do animal do sexo masculino ou dos ovários e útero das fêmeas. “São intervenções cirúrgicas que duram entre 15 a 20 minutos e a recuperação do animal se dá entre 4 a 5 dias”, informou Mirza Cordeiro.

 

Secom

OUTRAS NOTÍCIAS