Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 13/03/2019

CMPC realiza até sexta ação especial com realização de exames preventivos

Até esta sexta-feira, 15, o Centro Municipal de Prevenção ao Câncer Romilda Maltez (CMPC) realiza marcação de exames preventivos através de ação especial seguindo as homenagens ao Dia Internacional da Mulher.

 

A ação na unidade municipal com serviços especializados para o diagnóstico e acompanhamento do câncer atenderá a grande demanda existente na comunidade para o principal exame ginecológico, o Papanicolau.

 

A paciente deve retirar uma senha eletrônica a partir das 7h e posteriormente passar por triagem da equipe de enfermagem do CMPC que agendará o procedimento.

 

“Fomos sensíveis a demanda expressiva de pacientes pelo exame [preventivo] e preparamos o CMPC com uma ação neste período dedicado à mulher”, explica Gilberte Lucas (foto), diretora presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana.

 

As fichas excedentes (que ultrapassaram o limite diário) serão automaticamente cadastradas e remarcadas para uma nova data, “evitando que mulheres fiquem na fila por muito tempo”, afirma Kênia Lasse.

 

O lançamento da ação ocorreu na manhã segunda-feira, 11, com entrega simbólica de rosas vermelhas às pacientes que aguardavam atendimento e a realização de palestra com o tema ‘As mulheres e os papéis sociais’ sob a supervisão da psicóloga Ana Regina Gonçalves.

 

Segundo a palestrante e estudante do curso de Psicologia da Faculdade Nobre (FAN), Raianna Peixoto (foto), estagiária da unidade, o momento foi de oportunidade para “discutir as mudanças ocorridas ultimamente na vida social feminina, seus desafios e tabus”.

 

As atividades de troca de vivências e experiências se estendem ao longo do mês com a realização de mais duas oficinas e duas palestras: a primeira no dia 15 de março, pela manhã; a segunda no dia 22, à tarde, e a última no dia 28 de março.

 

No eixo das discussões, temáticas como ‘Violência e suas diferentes manifestações’, ‘Mulheres e seus diferentes papéis sociais’ e o “Eu preciso ser para quem” abordarão as expectativas da sociedade debruçadas sobre o público feminino e as possíveis consequências.

 

“Queremos discutir os diferentes sinais nos vários tipos de agressões sofridas pelas mulheres, como a social, moral, física e patrimonial nos diferentes contextos.

 

Já o setor de Assistência Social do CMPC promove nesta quarta-feira, 13, palestra sobre ‘Empoderamento da Mulher’.

 

“Vamos tratar dos direitos e garantias adquiridos pela mulher na sociedade”, ressalta a assistente social Sandra Pedreira.

 

Secom