Com débito trabalhista de aproximadamente R$ 3 mi, Flu de Feira anuncia projeto para recuperação judicial

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Sensibilizar a população, não apenas os torcedores, em torno da recuperação financeira do Fluminense de Feira. Este é o objetivo do projeto “Abrace o Touro”, a ser executado pela diretoria do clube, segundo seu presidente interino , o advogado, ex-secretário e ex-procurador geral do Município, Ícaro Ivvin. Ele esteve nesta quinta (27) na Câmara e apresentou a proposta aos vereadores, falando na Tribuna Livre da Casa. O Flu, que tem mais de 80 aos e é bicampeão baiano, acabou de ser rebaixado para a 2ª Divisão do Campeonato Estadual. A meta, segundo ele, é “construir uma recuperação judicial, dividindo e postergando o pagamento dos débitos trabalhistas, para que o clube tenha saúde financeira para continuar”.

O valor total desta dívida alcança cerca de R$ 3 milhões. Para tal, ele conta com o apoio de vários profissionais do Direito que colaboram com o Fluminense, a exemplo do advogado Péricles Novais (também citou seus colegas Bruno e Thiago). Conclamou a todos que colaborem com doação em dinheiro, para solucionar problemas mais imediatos, inclusive os vereadores. Com o projeto Abrace o Touro, o presidente interino pretende arrecadar algum valor através da realização de rifas e também do programa sócio-torcedor.

Balanços financeiros, com receita e despesa atualizadas, serão publicados não apenas oficialmente, mas também por meio da Internet, nas redes sociais, “para que todos saibam o que está sendo feito, com muita transparência, de suas contribuições”. O dirigente também pediu o apoio do Legislativo junto aos governos Municipal e Estadual para solucionar o problema de ocupação de uma área pertencente ao clube, às margens do rio Jacuípe. “Temos ideias voltadas para o beneficiamento daquela área do rio. Há uma parte ociosa pertencente ao clube”, observa.

Secom

OUTRAS NOTÍCIAS