Versículo do dia
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor.

Com emenda, plano de educação é aprovado na Câmara de Feira: meta sobre identidade de gênero nas escolas não entrou no texto final diz Edvaldo Lima

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Ver-Edvaldo-Lima-2A Câmara de Feira de Santana aprovou nesta terça-feira (6) o projeto de lei (PL) que institui o Plano Municipal de Educação, válido pelos próximos dez anos. Agora, a proposta precisa passar pela sanção do prefeito José Ronaldo (DEM).

 

O vereador Edvaldo Lima (PP) disse que a meta sobre identidade de gênero nas escolas não entrou no texto final. A bancada evangélica obstruiu essa proposta com uma emenda assinadas por vários edis. “O que foi aprovado hoje veda essa possibilidade de se ensinar nas escolas essas questões de ideologia de gênero e sexualidade. Quem tem o dever de educar sobre isso é a família e não o governo seja ele em qualquer esfera”, declarou.

 

Apenas foram contrários ao ajuste realizado os vereadores Wellington Andrade (PSDB), Eremita Mota (PSDB), Beldes Ramos (PT), José Carneiro (PSDB) e David Neto (DEM). Pablo Roberto (PHS) se absteve.

 

Repercussão

 

Professores permanecem na galeria da Casa legislativa. A diretora da APLB Feira, professora Marlede Oliveira, informou que aguarda receber uma cópia da redação final do PL para decidir se o local será desocupado ou não. Ela não precisou o horário que a categoria irá tomar essa decisão.

 

Acorda Cidade/ Danilo Freitas

OUTRAS NOTÍCIAS