Versículo do dia
O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da Majestade, nas alturas.

Com ‘Ken Crucificado’ e ‘Virgem Barbie’, exposição volta a gerar polêmica na Argentina

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

2517409912-ken-crucificado-jesusUma exposição intitulada “Barbie, a Religião de plástico”, que inclui uma Barbie vestida como a Virgem Maria e uma versão do boneco Ken, como Jesus crucificado, tem causado indignação gerado polêmica na Argentina. O evento foi lançado sábado (17) na capital Buenos Aires.

 

A exposição já havia sido preparada no ano passado, mas foi cancelada devido a protestos de grupos católicos romanos que julgaram os ícones ofensivos.

 

“No ano passado recebemos um monte de ameaças sobre a destruição da nossa arte e até mesmo ameaças contra nossa segurança. Este ano, nada do tipo aconteceu. Estamos esperando e rezando para que continue assim”, disse Marianela Perelli – uma das artistas responsáveis pela exposição – ao jornal The Independent.

 

Emiliano Paolini Marianela Perelli decidiram fazer a exposição, com os famosos bonecos da Barbie, como santos / ícones religiosos de 10 países sul-americanos, incluindo o boneco Ken com as “15 maneiras de olhar para Cristo”.

 

“O irmão de um padre muito importante na Argentina, da igreja mais importante no país, aproximou-se de nós dias antes do escândalo, querendo comprar a versão da ‘Nossa Senhora de Lujan’ para dar a seu irmão”, disse Paolini.

 

“Tinha sido uma bela exibição de amor. Então, todos os cristãos começaram a se colocar contra nós e tudo acabou mal”.

 

Justificando a sua decisão de fazer a Virgem Barbie, Perelli disse: “Barbie é um ícone do mundo, ela tem um tipo especial de beleza. As ‘Virgens [Marias]’ mudaram com o passar do tempo. No renascimento, elas foram retratadas como mais robustas e gordinhas e na Idade Média elas eram mais magras e com pescoços longos”.

 

Além de ícones do cristianismo, a exposição também apresenta versões dos bonecos para divindades hindus e figuras mitológicas pagãs.

 
Guia me

OUTRAS NOTÍCIAS