Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 27/08/2018

Com medo da violência, morador do bairro Santo Antônio protesta e pede paz

Sentindo os reflexos da falta de segurança pública que assola a Bahia, moradores do bairro Santo Antônio dos Prazeres vão às ruas da comunidade em manifestação pela paz e contra a violência. A iniciativa da mobilização, realizada na tarde desta sexta-feira, 24, foi do Centro de Referência em Assistências Social (CRAS) da localidade, equipamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), em parceria com moradores da região.

 

A mobilização foi motivada pelo crescente índice de violência. Conforme a coordenadora do CRAS Santo Antônio dos Prazeres, Ivanette Rios (foto), somente em um único dia foram registrados cinco homicídios na comunidade, o que motivou a manifestação. E antes mesmo que o ato ocorresse, mais um crime foi registrado na localidade.

 

Os manifestantes se reuniram na praça central do bairro e seguiram pela avenida Sérgio Carneiro, portando faixas e cartazes pedindo pela paz e contra a violência. A iniciativa reuniu crianças, estudantes, adultos e idosos, todos unidos pelo mesmo sentimento de preocupação com os índices alarmantes de violência e clamando pela paz.

 

Para os moradores do Santo Antônio dos Prazeres, a situação é bem preocupante. “A gente não pode mais se arriscar em sair de casa. A coisa está bem ruim mesmo. Temos que pedir é muita proteção a Deus pois nem mesmo em nossas casas estamos mais seguras”, afirmou a aposentada Elvira Benta de Almeida Moreira.

 

A mesma preocupação é de Vera Lúcia Oliveira Santos, 65 anos. “A violência é manifestada de várias formas, desde a falta de respeito, a agressão verbal até espancamentos e assassinatos. E hoje é bem comum tomarmos conhecimento de que alguém conhecido ou morador aqui do bairro foi assassinado. Mas isto é uma coisa que está tomando conta da Bahia”, afirmou a anciã.

 

Secom