Comerciantes estão otimistas com a procura dos itens do cardápio junino

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

No Centro de Abastecimento o movimento dá sinais de boas vendas

A menos de um mês dos festejos juninos, o clima da época aos poucos vai tomando conta da cidade. O friozinho que deixa as noites ainda mais agradáveis e a chuva que tem caído nos últimos dias dão sinais que, neste ano, o fole promete.

No Centro de Abastecimento o vai e vem de mercadorias que não podem faltar à mesa movimentam o entreposto. São carrocerias carregadas de espigas de milhos, laranjas, tangerinas e amendoim.

Entre os vendedores a expectativa é de boas vendas, como é o caso do comerciante Ademir Santana. Na carroceria do veículo, ele transporta o ingrediente principal da canjica e da pamonha. A espiga do milho custa R$ 1,20 e R$ 1, o valor vai depender se o produto foi de irrigação ou não.

“Durante a pandemia, os produtores ficaram receosos em plantar o milho em grande quantidade temendo o baixo movimento e, com isso, encareceu. Mas, neste ano com a vida voltando ao normal, a nossa expectativa é das melhores”, disse.

Segundo Ademir Santana, somente no último sábado, 21, foram comercializadas por ele na feirinha da Estação Nova 4.500 espigas de milho. “Daqui pra frente, a tendência é essa: vender muito”, afirma confiante.

O vendedor de amendoim, Daniel Ferreira, também está otimista com os festejos juninos. “Graças a Deus, as pessoas já estão comprando”.

Secom -Foto: Izinaldo Barreto

OUTRAS NOTÍCIAS