Versículo do dia
Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra e do trabalho de amor que, para com o seu nome, mostrastes, enquanto servistes aos santos e ainda servis.

Comunidade comemora novo prédio da Escola Anacleto Alves, em Humildes

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Um sonho antigo tornado realidade. A Escola Municipal Anacleto Alves, que fica na localidade de Ferroubilha, em Humildes, foi totalmente recuperada seguindo o padrão arquitetônico das escolas da Rede Municipal de Educação, mais amplo e moderno. Esta quarta-feira, 14, a unidade de ensino foi entregue à comunidade.

O secretário de Educação, Justiniano França, e parte de sua equipe visitaram a unidade de ensino que atende a 79 alunos do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Durante a visita, a professora Nadjane de Oliveira Galindo destacou que, apesar de a escola não poder contar com a presença dos estudantes, “o momento é de celebração, pois esta comunidade aguardou ansiosamente por este dia”.

As crianças e suas famílias foram representadas por alguns membros da comunidade que prestigiaram a solenidade, realizada obedecendo às orientações de biossegurança e de distanciamento social. Também estiveram presentes os professores e funcionários.

A diretora da escola, Lusyedna Raphael de Moraes, ressaltou a qualidade do novo espaço físico: “Moderno e bem acolhedor, como merece cada um dos nossos estudantes”, comemorou.

O secretário Justiniano França, que é professor, disse que um espaço físico colorido influencia no aprendizado quando somado ao bom trabalho desenvolvido pela equipe pedagógica. “A escola realmente ganhou uma infraestrutura muito boa. Ficamos torcendo para superar logo este momento atípico pelo qual estamos passando e, quem sabe, podermos voltar a ver nossas escolas com a presença dos alunos novamente”, afirmou.

AMPLIAÇÃO

Principais responsáveis pela fundação da Escola Municipal Anacleto Alves, o casal Jeorgino Ribeiro Pereira do Carmo, mais conhecido como Zoza, e Dária Gomes do Carmo, professora aposentada, ficaram felizes por conhecer o novo prédio. Eles doaram o terreno onde a unidade foi construída há 35 anos.

Ela lembrou as primeiras dificuldades, quando as salas de aula da Escola Paula Machado, da localidade de Pau Seco, ali próximo, haviam se tornado pequenas para a quantidade de alunos. “Era o ano de 1985. Sonhei e vivi muita coisa nessa escola. Meu filho, hoje formado, também estudou aqui”.

A escola tem duas salas de aula e funciona nos dois turnos. O novo prédio dispõe de Sala de Recursos Multifuncionais, para atendimento aos alunos com deficiência, salas de administração, leitura e de professores; depósitos para materiais pedagógicos, de limpeza e para a merenda escolar, cozinha, área de serviço, sanitários masculinos e femininos, inclusive para pessoas com deficiência, banheiro de funcionários e um espaço coberto para recreação.

Foto: Rafael Bispo

OUTRAS NOTÍCIAS