Conselho de Educação aprova novo calendário letivo para 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

As aulas serão retomadas no modelo híbrido em 23 de agosto

O Conselho Municipal de Educação aprovou por unanimidade na tarde desta terça-feira, 10, o calendário do ano letivo 2021 para a Educação municipal que prevê o reinício das aulas no próximo dia 23 de agosto, no modelo híbrido. A votação do colegiado aconteceu na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Educação.

O novo calendário prevê o cumprimento de 130 dias letivos e 800 horas, conforme exige o parecer do Conselho Nacional de Educação no contexto da pandemia pela Covid-19. De acordo com o novo calendário, o ano letivo 2021 será encerrado no dia 31 de janeiro de 2022.

Os estudantes frequentarão as aulas em sistema de rodízio – as turmas serão divididas em grupos que irão para a escola em semanas alternadas. O grupo que permanecer em casa durante uma semana contará com as aulas transmitidas pela TV aberta e pelo canal da Seduc no YouTube e ainda com o material didático e atividades impressas que serão produzidos pelos professores. Estão previstos 21 sábados, todos com atividades não presenciais e dirigidas aos estudantes.

“Este momento é extremamente importante para Feira de Santana com a aprovação do novo calendário letivo. Não poderíamos caminhar na contramão das demais medidas que vêm sendo adotadas no contexto educacional pelo país afora”, atesta a professora Karina Macêdo, presidente do Conselho Municipal de Educação.

Presente à reunião do CME, a secretária da pasta, professora Anaci Paim, explicou que a Seduc vem adotando todas as medidas necessárias para adequação das escolas ao novo modelo híbrido.

“Esta semana, nossos professores estão em formação sobre a concepção do ensino híbrido com abordagem relativa a vários aspectos importantes, desde os conteúdos aplicados a cada segmento escolar até a avaliação”, observa.

O calendário será publicado no Diário Oficial Eletrônico do município ainda esta semana.

Foto: Sara Silva-Secom

OUTRAS NOTÍCIAS