Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 12/09/2019

Consumidores em dívida com cartão de crédito podem conseguir descontos de até 40 por cento

Os consumidores que estiverem em dívidas de cartão de crédito junto à instituições bancárias podem conseguir até 40% de desconto nas negociações, além da isenção de multas e juros das dívidas. Em comemoração aos 29 anos de criação do Código de Defesa do Consumidor, a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/FSA), instalou uma unidade móvel de atendimento no antigo Espaço Marcus Moraes, na avenida Getúlio Vargas, nesta quarta-feira, 11. A ação segue até o próximo dia 20.

 

No local trabalham advogados, estagiários do curso de Direito, que prestam informações aos consumidores sobre os procedimentos que deverão ser adotados, com relação a dívidas de cartões de crédito. Nesse primeiro dia de atuação do Procon na avenida, vários consumidores já foram atendidos pelo órgão.

 

“Hoje, 11 de setembro, o Código de Defesa do Consumidor completa 29 anos, em razão disso, o Procon de Feira de Santana vem à praça, vem às ruas, para possibilitar que o consumidor, o cidadão feirense renegocie suas compras, principalmente relativas a cartões de crédito junto às instituições bancárias. Então o Procon, junto com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) e o site Consumidor.Gov.br abre essa possibilidade de renegociação de dívidas, para que o consumidor possa ter novamente crédito para fazer suas compras, renegociar uma casa, um carro, recuperar realmente sua dignidade”, afirmou a advogada do Procon, Priscila Burke.

 

Ela informa que no Procon Móvel são resolvidas as questões de crédito, mas o atendimento do órgão é contínuo também através do aplicativo Procon Feira de Santana, que pode ser baixado no aparelho celular ou tablet, ou de forma presencial na sede do órgão, na avenida Castro Alves.

 

“O Código de Defesa do Consumidor é um verdadeiro instrumento de cidadania. Então esse dia tem que ser realmente exaltado, porque através dele, o consumidor garante seus direitos básicos e é considerado equivalente no mercado de consumo. É o Código de Defesa do Consumidor que garante a saúde, a segurança, a informação clara e precisa ao consumidor. Então temos que celebrar muito essa data”, considera Priscila.