Conteúdos digitais garantiram acesso de todos os estudantes no ano letivo 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Uma equipe múltipla aprendeu a transformar as aulas tradicionais num formato para TV e Internet

Durante o ano letivo de 2021, em Feira de Santana, novos conteúdos digitais foram oferecidos aos estudantes de todos os anos escolares do Ensino Fundamental (do 1º ao 9º ano), Educação de Jovens e Adultos (EJA) e também, com alguns recursos, para a Educação Infantil.

Na estrutura montada pela Secretaria Municipal de Educação (Seduc) para a produção, no Centro de Cultura Maestro Miro, a secretária da pasta Anaci Paim preparou uma equipe múltipla – são 35 professores e 14 técnicos que aprenderam como transformar as aulas tradicionais num material específico para a Internet e para a TV aberta.

Mais que adaptação, foi necessário aliar criatividade, inovação e muita força de vontade para aprimorar o novo fazer pedagógico. “Como ser professora sem se comunicar diretamente com o principal sujeito do processo de aprendizagem?”, questiona a professora Janaína Gelma do Nascimento, mestre em Ciências e Botânica, que aceitou o desafio de coordenar a nova equipe multiprofissional.

“O planejamento, muito diálogo, a rotina e o acompanhamento das atividades foram nos moldando pouco a pouco. Com as orientações da nossa secretária e a coragem de cada membro da equipe, fomos vendo todos os dias o desenvolvimento do projeto, encontrando os ajustes que aprimoraram as aulas. Este ainda é um desafio de política pública educacional, mas conseguimos atingir um objetivo imensurável”, argumenta a professora.

INVESTIMENTO NA TV DEMOCRATIZOU ACESSO

Atingir 52 mil estudantes distribuídos em oito distritos rurais e nas dezenas de bairros que povoam Feira de Santana. Para alcançar a maior parte dos alunos, a Prefeitura de Feira de Santana investiu inicialmente na oferta dos conteúdos pela Internet, disponibilizando aulas para todos os anos escolares através do canal da Secretaria de Educação no YouTube.

Em seguida, a oferta das aulas pela TV aberta ampliou ainda mais o acesso. Para isso, a Seduc firmou contrato com a Rede Bahia e passou a oferecer sete horas por dia de programação – de segunda a sexta-feira, das 7h45 às 17h00, com intervalos específicos, nos canais 10.2 e 10.3.

“Este é um investimento cujo valor social é imensurável porque favorece o acesso à Educação para a maioria das crianças e adolescentes da nossa Feira de Santana. Com o sinal de TV aberta, as aulas chegam para todos, desde os bairros mais comuns, a periferia e aos oito distritos, onde o acesso às plataformas digitais e à internet é sempre menor”, ressalta o prefeito Colbert Martins.

Editor de TV com mais de 30 anos de experiência, Adilson Dias destaca a inovação da Educação municipal. “Levar este conteúdo digital educacional para a TV aberta é extremamente inovador. Foi um grande desafio, do qual me orgulho muito por fazer parte. Fui apenas uma peça nessa engrenagem, por outro lado, me sinto muito feliz pela dimensão social do projeto”, comemora o editor.

Secom – Foto: Divulgação

OUTRAS NOTÍCIAS