Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 31/08/2017

Cowboys cavalgam centenas de quilômetros para evangelizar 

Eles evangelizam de uma forma diferente, mas ao mesmo tempo como os cristãos urbanos. Tudo começou quando uma família saia para falar de Jesus se locomovendo como eles costumam, montados em um cavalo. Hoje, o grupo tem mais de 100 integrantes e até um nome: Cowboys on the Mission (Cowboys na Missão, em tradução livre). E se você pensa que eles são do Texas, está enganado. É em terreno brasileiro que eles exercem sua função.

 

Reconhecidos de longe, usam elementos bem singulares. O chapéu, cinto, botas e claro, o famoso berrante. O grupo alia o amor à natureza e aos animais, fazendo o que realmente gosta, pregar o Evangelho para outras pessoas. E isso andando a cavalo nas áreas rurais onde residem.

 

Foi Sandro Costa quem deu início ao ministério, que começou apenas com membros de sua família. Mas, hoje, com mais de 100 pessoas, eles têm mais força e conseguem chegar mais longe. “Saíamos para entregar livros, fazer visitas às pessoas, e depois fizemos uma camiseta. As pessoas começaram a se interessar e a querer participar também. Elas começaram a testemunhar como a vida foi transformada e como se encaixaram neste ministério”, explicou Sandro.

 

O fazendeiro mora em Ortigueira, cidade do interior do Paraná. Ele afirma que a iniciativa ultrapassou a área geográfica, chegando a outras cidades como Londrina, Curitiba, Nova Santa Bárbara, Telêmaco Borba e Reserva. O ministério participa de cavalgadas, e durante a prática, eles entregam livros, falam de Cristo e oram com as pessoas. “É uma coisa prazerosa fazer o que você gosta no meio em que está habituado. Se torna algo natural e tudo o que é simples e natural é verdadeiro. Por isso dá resultado”, ressalta Sandro.

 

Ajuda

 

E para além do evangelismo, Sandro e sua família dão suporte a uma pequena igreja adventista da região. Existe um templo próximo à sua casa, mas eles viajam cerca de 120 km todos os sábados em uma estrada de chão para dar o apoio aos fiéis da outra congregação. “Financeiramente é um custo pesado”, pontua o fazendeiro, mas ressalta que “tudo é feito com amor e um propósito maior”.

 

Para ele, o Cowboys on the Mission não tem segredo, pois as pessoas que entram em contato adotam um estilo de vida simples no campo. Devido a isso, Sandro pontua que “tudo é feito para atingir essas pessoas”. Ele afirma: “Este ministério tem transformado a minha vida. Eu sou o principal beneficiado”.

 

GUIAME