Cresce demanda para serviços de fonoaudiologia no Hospital Clériston Andrade por conta da pandemia de Covid 19

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Hoje, dia 9 de dezembro, é comemorado no Brasil o dia do fonoaudiólogo. Para celebrar esta data o serviço de fonoaudiologia do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) realizou na manhã desta quarta-feira, uma ação de impacto no corredor da unidade, com distribuição de brindes e informativos sobre o serviço prestado por estes profissionais na unidade.

De acordo com Priscila Dultra, coordenadora do Serviço de Fonoaudiologia do Clériston Andrade, durante esta pandemia a demanda aumentou bastante, visto que os pacientes acometidos pela COVID-19, em sua maioria, são entubados e após o tratamento necessitam de ajuda para deglutição (disfagia), que é o processo de deixar de se alimentar via sonda e retornar a mastigar e engolir

“Trabalhando com afinco para garantir a comunicação em todas as etapas da vida. Atualmente, devido a pandemia, tivemos um aumento significativo no serviço prestado pelo fono. Nós avaliamos, reabilitamos e orientamos todos os pacientes que têm dificuldade para engolir, dificuldade para mastigar, pacientes que tiveram trauma orofacial, politraumas e também aqueles que saíram de um tratamento intensivo com intubação. Somos responsáveis pela reabilitação destes pacientes para que saiam o mais precocemente possível da alimentação via sonda para a dieta oral exclusiva”, explicou Priscila.

Sobre a profissão

Ser Fono é cuidar da comunicação em todas as etapas da vida. O fonoaudiólogo atua nos cuidados com bebês, crianças, jovens, adultos e pessoas idosas em diversos locais: escolas, hospitais, consultórios, clínicas e no SUS. Seus conhecimentos nas áreas da linguagem oral e escrita, fluência, motricidade orofacial, deglutição (disfagia), voz e audição são importantes para a promoção da saúde e da qualidade de vida.

Fonte: ASCOM/HGCA

OUTRAS NOTÍCIAS