Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 31/07/2018

Criança Esperança-Cantor que chamou Jesus de travesti se apresentará na Globo

O artista transformista pernambucano que fez coro com o público do Festival de Inverno de Garanhuns dizendo que “Jesus é travesti” será um dos convidados do festival Criança Esperança, que a TV Globo exibirá no próximo mês.

 

Johnny Hooker foi convidado pela emissora para interpretar a música Flutua, num dueto com Liniker, cantor que se identifica pelo gênero feminino, semelhantemente a Pabllo Vittar.

 

De acordo com informações do portal Diário de Pernambuco, a música escolhida vem sendo considerada uma espécie de “hino” da militância LGBT, e o clipe protagonizado por Jesuíta Barbosa e Maurício Destri já soma três milhões de visualizações.

 

Além disso, Johnny Hooker revelou que foi convidado pela TV Globo para gravar uma das edições do programa Amor & Sexo, apresentado por Fernanda Lima, em homenagem aos 60 anos de Cazuza.

 

Agenda progressista
O programa Criança Esperança ficou marcado, ao longo dos anos, por apresentações artísticas de nomes que haviam alcançado status de grande abrangência junto ao público, sempre celebrando temas ligados à infância, ou no mínimo, à cultura popular. Nas últimas edições, porém, o show que marca a campanha de solidariedade tornou-se mais uma plataforma de promoção da agenda progressista.

 

A psicóloga Marisa Lobo, especialista em Direitos Humanos e candidata a deputada federal pelo Paraná, considera que o discurso da agenda LGBT minimiza os riscos e futuros sofrimentos: “Eles promovem esta doutrinação indiscriminadamente. Esta é a questão problemática. Podemos falar a verdade sem preconceito? Sim. Mas como falar se a verdade já está estigmatizada como preconceituosa? Temos que mentir para não ofender ou até mesmo nos calarmos”, pontuou.

 

“A Rede Globo, na tentativa de acabar com preconceito promove a disforia de gênero. Temos que ser honestos, mas infelizmente estão fazendo irresponsavelmente malabarismo com a ciência”, acrescentou Marisa Lobo.

 

 

Gospel +