Versículo do dia
Não aborrecerás a teu irmão no teu coração; não deixarás de repreender o teu próximo e nele não sofrerás pecado. Não te vingarás, nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor.

Crianças da rede municipal de ensino plantam 500 árvores na Nóide Cerqueira

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

1742015150124 O plantio de 500 mudas de árvores por crianças da rede municipal de ensino e também de uma escola da rede privada, ao longo de sete quilômetros do canteiro central da Avenida Nóide Cerqueira, na manhã desta sexta-feira, 17, ganhou a adesão imediata de vários segmentos sociais, e é uma iniciativa do Programa Feira Sustentável, lançado no dia 15 de abril, com vistas a promover ações de mobilização da sociedade civil.
O Feira Sustentável está inserido no Programa Ecobairro, respaldado institucionalmente pela Organização das Nações Unidas (ONU), que firmou parceria com a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, através da Secretaria de Meio Ambiente.

 

De acordo com Paulo Santos, coordenador regional do Ecobairro, a mobilização das crianças em torno do plantio de árvores originárias dos biomas da Caatinga e da Mata Atlântica, a exemplo de Pau-brasil, Pau-ferro, pau-formiga, ipê-roxo, ipê- amarelo, ipê-rosa, oiti, sibiriúna, quaresmeiras, amoreira e angico “mostra o compromisso real do poder público em aumentar as áreas verdes da cidade, um dos requisitos principais para ajudar nas mudanças climáticas, e o Ecobairro está muito feliz porque Feira de Santana já se encontra nesta direção”, disse o representante da ONU.

 

Quanto às árvores que serão removidas da Avenida Getúlio Vargas para a implantação do BRT, o ambientalista ponderou que é natural que projetos desta magnitude cause algum tipo de reação, “ mas, o mais importante é conhecer o relatório que a secretaria de Meio Ambiente, respeitando os termos legais de reparação de árvores para esta artéria”, disse Paulo Santos, ao ressaltar: “ O que mais temos visto é uma ação diária no plantio de novas árvores, portanto, nós temos que olhar o todo da cidade e ajudar o poder público a ampliar a quantidade de árvore existente”.

 

Para o sociólogo Carlos Romero Carvalho, titular do Conselho Estadual de Meio Ambiente ( organismo atrelado à Secretara Estadual de Planejamento e Gestão Urbana (Seplan), e do Conselho de Meio Ambiente de Feira de Santana, que defende o conceito de cidade ecologicamente equilibrada, “ quando uma criança planta uma árvore estimula a todos nós a termos um olhar de preservação ambiental da cidade”.

 

Sobre a necessidade da retirada de algumas árvores da Avenida Getúlio Vargas para a implantação de três estações do BRT, Romero, apesar de questionar a localização do projeto, chama a atenção para o fato de que a maioria das árvores existentes neste logradouro ser classificada como exótica, não sendo amparada em nenhuma legislação ambiental com vistas a sua preservação, “ o que não ocorreria se fossem espécies nativas”, afirmou.

 

MANUTENÇÃO DO PLANTIO

 

Mantendo o espaçamento de doze metros de distância entre as mudas, cada uma das quinhentas árvores recebe o nome da criança que a plantou. Portando uma altura média de 1,800 cm( um metros e oitocentos centímetros), em dois anos terão copas numa altura que já produzam sombra, graças ao trabalho técnico que foi desenvolvido desde a limpeza e aeração e controle de acidez do solo –calagem-, e a fertilização que será feita em cobertura.

 

A área plantada sofrerá uma manutenção contínua, sendo regada diariamente, em toda a sua extensão, segundo assegurou Deodato Peixinho, diretor do Departamento de Parques e Jardins, ao ressaltar que, desde 2013, já foram substituídas 400 árvores na cidade que se encontravam comprometidas. “Este trabalho de substituição de árvores é de suma importância para a cidade, e a nossa meta e chegar até o final do ano com 1.500 árvores”.

 

Presidida pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, a ação foi acompanhada por vários segmentos sociais, veículos de comunicação, lideranças políticas, diretores e secretários e municipais.

OUTRAS NOTÍCIAS