Culto das Princesas é meio psicanálise, diz Baby do Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
PGC ( Arquivo)
PGC ( Arquivo)
PGC ( Arquivo)

Baby do Brasil comentou sobre o Culto das Princesas para o GShow após participar do programa Encontro com Fátima Bernardes, na Globo. A cantora foi questionada sobre os cultos voltados para mulheres solteiras ministrado por sua filha pastora Sarah Sheeva. “É uma delícia, é meio psicanálise. Você entra lá e pode chorar todas as mágoas que tem. É muito lindo esse trabalho, tem sido muito bem aceito”, disse.

 

O Culto das Princesas já passou por diversas cidades brasileiras atraindo milhares de mulheres que estão em busca de um relacionamento ou que querem esquecer traumas passados.

 
O nome chama a atenção de quem está fora das igrejas, mas Baby do Brasil explicou bem o propósito dos encontros. “É no sentido da valorização da mulher, porque todas nós somos princesas. Tem sido uma forma de libertar muitas mulheres daquilo que a sociedade impõe. Elas podem vencer e podem ter o cara da vida delas sendo princesas, e não sendo cachorras.”

 

Baby do Brasil também é pastora e desde 2012 passou a retomar suas apresentações no meio secular, relembrando sucessos de sua carreira. Como uma das melhores cantoras da MPB, Baby tem viajado pelo país relembrando canções das décadas de 1970 e 1980 e até gravou um DVD.

 

Antes de voltar para os palcos, ela deixou seus amigos evangélicos e membros da igreja avisados. “Falei para não se assustarem”, disse ela ao afirmar que “preparou psicologicamente” para que eles não ficassem chocados com sua decisão.

 

Gospel +

OUTRAS NOTÍCIAS