Versículo do dia
Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de um melhor concerto, que está confirmado em melhores promessas.

De virada, Bahia vence a Juazeirense e está na final do Baianão

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

RTEmagicC_bahiajua02.jpg Depois de estar perdendo por 2 a 0, o Bahia reagiu e venceu a Juazeirense por 3 a 2 na Arena Fonte Nova na tarde deste domingo (19) e garantiu a classificação para a final do Baianão, quando enfrentará o Vitória da Conquista. O tricolor já havia vencido a partida de ida por 2 a 1. As finais acontecem nos dias 26 de abril e 3 de maio, com o último jogo sendo disputado na Fonte Nova. Antes, nesta quarta, o time encara o Ceará em casa pela primeira partida da final do Nordestão.

 

O tricolor começou a partida levando um susto. Aos 8 minutos, em confusão na área e falha da defesa, Juninho aproveitou para mandar para as redes e abrir o placar para a Juazeirense na Arena Fonte Nova. O Bahia tentou responder rapidamente em chegada pela direita. Depois de cruzamento, Bruno Paulista mandou de peixinho para o gol, acertando o travessão, dois minutos depois do gol da Juazeirense.

 

A Juazeirense continuava pressionando. Aos 17 minutos, Sassá recebeu pela direita, sozinho, invadiu a área e chutou cruzado. Ele pegou mal na bola e mandou longe. O Bahia tentava responder, mas tinha dificuldades. Souza chutou de fora da área, o goleiro Tigre espalmou e no rebote a bola sobrou nos pés de Kieza, mas o artilheiro isolou.

 

Aos 35 do segundo tempo, o golpe de misericórdia. A Juazeirense atacou rapidamente, com quatro contra dois, Bruno Paulista falhou e Sassá recebeu sozinho na área para fuzilar o gol de Jean e fazer 2 a 0, placar que eliminava o Bahia em casa.

 

Talismã entra e muda jogo

 
O Bahia voltou para o segundo tempo com Zé Roberto no lugar de Léo Gamalho e a mudança deu resultado rápido, com o jogador sendo novamente um talismã para o time tricolor. Tiago Real deu um passe que deixou Zé Roberto na cara do gol, o atacante chutou cruzado e no rebote Maxi Biancucchi diminuiu para o Bahia.

 

O empate tricolor veio aos 26 minutos. Maxi cabeceou depois de cruzamento na área e Adriano Chuva colocou a mão na bola para impedir o gol. O juiz expulsou Adriano e marcou pênalti. Souza cobrou com categoria e deixou tudo igual na Fonte Nova.

 

Depois do empate, o Bahia cresceu em campo. Aos 31 minutos, depois de cobrança de escanteio, o tricolor mandou mais uma bola na trave. No minuto depois, Souza deu belo passe para Tony, que chutou em cima do goleiro e perdeu a chance de fazer o terceiro. Depois foi Pittoni, que recebeu na entrada da área depois de tabela, tentou encobrir o goleiro e acabou desperdiçando o gol.

 

O gol da vitória veio no final do jogo. Zé Roberto em lance individual chutou forte da entrada da área, mandando no cantinho de Tigre e marcando o terceiro do Bahia.

 

Correio -(Foto: Arisson Marinho)

OUTRAS NOTÍCIAS