Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/10/2019

Delegacia Digital será alternativa para registrar ocorrência de pequenos delitos no Centro de Abastecimento

Quem precisar registrar uma ocorrência de perda, roubo ou furto de documentos e objetos, enquanto estiver fazendo compras ou circulando no interior do Centro de Abastecimento, poderá notificar o ocorrido com apenas alguns cliques, por meio da Delegacia Digital.

 

A iniciativa foi apresentada pelo prefeito em exercício José Carneiro Rocha ao coordenador da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), delegado Roberto da Silva Leal, que acolheu positivamente a sugestão do chefe interino do Executivo feirense.

 

Na manhã desta segunda-feira, 14, acompanhado dos secretários Valdomiro Silva (Comunicação) e Pablo Roberto Gonçalves (Prevenção à Violência), José Carneiro visitou as instalações do posto da Guarda Municipal, no Centro de Abastecimento, que já conta com toda estrutura necessária para operar a Delegacia Digital.

 

“A ideia é criar um espaço que permita às pessoas que tenham seus objetos subtraídos no interior do Centro de Abastecimento possam prestar queixa, com vistas a ajudar à Polícia Civil a ter conhecimento da natureza do delito, os horários em que eles são praticados, criando um cadastro estatístico que facilite no combate a estes pequenos crimes”, disse Carneiro.

 

Caso a experiência se mostre eficiente, o Governo Municipal poderá usá-la como projeto-piloto, estendendo-a a outras feiras livres e pontos estratégicos da cidade, a exemplo de alguns terminais de ônibus nas vias centrais da cidade, locais que, segundo o delegado Roberto Leal, vêm ocorrendo um número importante de delitos desta natureza.

 

As ocorrências registradas nos posto da Guarda Municipal serão encaminhadas e analisadas pela Polícia Civil antes da sua oficialização e emissão da Certidão de Registro de Ocorrência via Internet. Aquelas ocorrências que não atenderem os critérios definidos a seguir serão canceladas, sendo isto comunicado ao cidadão.

 

Secom