Versículo do dia
Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão, olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado.

Delegados buscam meios de consolidação do Sistema Único de Assistência Social

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

2972015171918Cerca de 500 delegados divididos em cinco grupos, discutiram, neste segundo dia de trabalho da X Conferência Municipal de Assistência Social, as propostas previstas nos eixos do encontro. O evento, iniciado na terça-feira e que será encerrado na quinta-feira, 30, tem como tema “Consolidar o SUAS de vez rumo a 2016”. O SUAS (Sistema Único de Assistência Social) é o modelo de gestão utilizado no Brasil para operacionalizar as ações de assistência social.

 

A presidente do CMAS, Ângela Pérsico, analisa ser importante que o plano decenal, entre 2005 e 2015, seja discutido, e que sejam preparadas ações para os próximos dez anos. “Temos que analisar o que foi feito e planejar o futuro”. Disse que tem que ser mostrado o que o plano trouxe de positivo para as pessoas. “Será relevante para o município porque vamos avaliar as deliberações das últimas quatro conferências”.

 

Os delegados foram escolhidos em 27 pré-conferências realizadas entre os dias 2 e 7 de julho em territórios que tem abrangência do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), entidades socioassistenciais, Centro POP, Centro de Referência da Mulher e em três áreas descobertas, localizadas nos bairros Gabriela, Papagaio e Feira X.

 

A conferência está sendo realizada na Igreja Assembléia de Deus (prédio onde funcionou o Mega Fest). Dela também participam observadores e convidados. Na sexta-feira acontece a plenária final, a leitura das moções e serão eleitos os 12 delegados que representarão Feira de Santana na conferência estadual, prevista para dezembro. Metade dos representantes locais será indicada pelo poder público e a outra metade será eleita diretamente pela sociedade civil.

 

Secom

OUTRAS NOTÍCIAS