Demitida por discordar de ideologia de gênero em escola, afirma professora

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp
Foto - Reprodução - instagram

(Foto: Reprodução Instagram)

Professora de português, Deivilane da Costa Carvalho perdeu o emprego na escola municipal EMEF Álvaro Armeloni, em Cariacica, interior do Espírito Santo. Ela diz que sua demissão aconteceu por não aceitar a ideologia de gênero apregoada no local.

Segundo informa o jornal da Cidade, Deivilane lecionava para crianças de 9 a 14 anos, quando foi chamada na Secretaria Municipal de Educação e foi sumariamente desligada do cargo. A causa alegada foi insubordinação à direção da escola.

Sentindo-se indignada, a professora usou as redes sociais para desabafar e denunciar a perseguição sofrida.

“Jamais desrespeitei o corpo acadêmico e a direção. A minha posição contrária a uma política de doutrinação no ambiente escolar, que envolve ideologia de gênero, é o real motivo acobertado por aqueles que pediram minha demissão. A diretoria me viu como uma ameaça ao que eles estão implantando no colégio”, lamentou.

Em sua página do Instagram, a professora publicou uma foto na sala de aula com a descrição de dois versículos bíblicos:

“Se o mundo vos aborrece, sabei que, primeiro do que a vós, aborreceu a mim.” João 15:18

“Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis.” Romanos 12:14

Fonte: Guia-me

OUTRAS NOTÍCIAS