Versículo do dia
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor.

Distribuidora de calçados é flagrada funcionando com mais de 70 pessoas no local

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Uma distribuidora de calçados situada no bairro Muchila foi flagrada em funcionamento, lotada de clientes e funcionários, pela Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) nesta quinta-feira, 28. A força-tarefa está fiscalizando o cumprimento do Decreto Municipal que estabelece medidas restritivas para evitar a disseminação acelerada do coronavírus na cidade.

A empresa estava com uma das portas abertas pela metade e atendendo normalmente. O fato que chamou atenção da equipe de fiscalização foi que o prédio da loja, de médio porte, comportava 70 pessoas, incluindo 14 funcionários. Questionado pela reportagem da Secretaria de Comunicação Social, o proprietário da empresa afirmou não acreditar nos riscos “noticiados pela mídia” acerca do coronavírus.

“Eu não tenho medo e não acredito nessa pandemia. Eu não acredito no que está acontecendo de fato. A mídia e que está expondo isso. Mas não é de verdade”, afirmou. O empresário informou ainda que a presença de pessoas foi grande porque os clientes combinaram de comprar nesta quinta-feira. “O pessoal só veio nessa quantidade porque é de fora de Feira de Santana e queria ser atendido hoje”, justificou.

A diretora do Departamento de Indústria, Comércio e Serviços da Settdec, Márcia Ferreira, observou que a situação flagrada pela FPI é um típico exemplo de risco a saúde pública neste momento de pandemia. “As pessoas estavam amontoadas, umas sobre as outras. Contrariando totalmente as recomendações das autoridades de saúde”. A equipe de fiscalizacao lacrou a loja. O caso foi informado ao Ministério Público do Trabalho (MPT).

Iniciada no último dia 21, a Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) já fechou e interditou 244 estabelecimentos e pontos de aglomeração. Somente nesta quinta-feira, 28, foram 97 ações desse tipo.

A operação executada pela Prefeitura de Feira de Santana conta com a participação das secretarias de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico; Prevenção a Violência e Promoção dos Direitos Humanos; Saúde; Meio Ambiente; Transportes e Trânsito; Serviços Públicos e Administração, além do Procon, Procuradoria Geral e Superintendência de Trânsito. Todos contando com o imprescindível suporte da Polícia Militar, através de vários de seus aparatos.

Foto: Washington Nery

OUTRAS NOTÍCIAS