Versículo do dia
Seca-se a erva, e caem as flores, mas a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.

Edvaldo Lima apresenta Moção de repúdio contra Museu de Arte Moderna

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Indignado com a performance intitulada “La Bête” apresentada no Museu de Arte Moderna de São Paulo, onde uma criança, acompanhada por uma mulher, interage com um artista nu e deitado no chão tocando os pés do coreógrafo, o vereador Edvaldo Lima (PP) informou na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão desta segunda-feira (02) que protocolou Moção de Repúdio contra o equipamento.

“Venho expor minha indignação com a cultura da imoralidade que existe nesse país. Querem transformar a educação na cultura do desrespeito. O Museu de Arte Moderna de São Paulo está incentivando a cultura da pedofilia. Uma aberração. Isso não é cultura, nunca foi e nunca será. Onde estão as autoridades que têm permitido esse tipo de desrespeito com uso do dinheiro público?”, protestou.

O edil lembrou que no último dia 20 de setembro a Casa da Cidadania aprovou Moção de Repúdio de nº 957/2017, de sua autoria, contra o Banco Santander e o Governo Federal, que através do Ministério da Cultura financiou a exposição “Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira”, que deveria ficar em cartaz de 15 de agosto a 08 de outubro, sediada no Santander Cultural, no Centro de Porto Alegre (RS).

“Assim como aconteceu no Rio Grande do Sul e agora em São Paulo, logo estará chegando a Salvador e Feira de Santana. O Ministério da Cultura precisa ser fechado, porque a última coisa que estão fazendo é cultura. Essa é uma exposição do diabo, não vem de Deus. O Governo deveria mandar esse canalha, que se diz artista, direto para a cadeia”, finalizou o vereador.

 

OUTRAS NOTÍCIAS