Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/08/2017

Edvaldo Lima critica exclusão de programação gospel da Expofeira

Em pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária desta segunda-feira (28), o vereador Edvaldo Lima (PP) criticou o secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges, pela exclusão da programação gospel da 42ª Expofeira (Exposição Agropecuária de Feira de Santana), que acontece de 03 a 10 de setembro no parque de Exposições João Martins da Silva.

 

“A Expofeira, já há alguns anos, sempre tem destinado uma tarde gospel para que o público possa ouvir uma boa música, que acalma a alma e o coração, além de ser um momento para louvar a Deus. Estranheza que nessa edição tenha sido excluído do calendário do evento a tarde gospel. Fui questionado pela imprensa e pelos evangélicos o porquê dessa exclusão de um momento que não faz mal a ninguém e nem atrapalha as outras arações, tendo em vista que a programação começa sempre a partir das 15 horas e termina antes do início das outros shows”, declarou.

 

De acordo com o edil, o referido secretário informou, durante entrevista concedida a um programa de rádio da cidade, que a tradicional tarde gospel não seria realizada nessa edição da Expofeira atendendo reivindicação de uma comissão evangélica, que haveria solicitado a contratação de atração evangélica para comemoração do Dia da Bíblia. Edvaldo cobrou informações sobre os membros da comissão citada.

 

“Ouvi entrevista do secretário Edson Borges, onde ele afirmou que uma comissão evangélica informou que não era preciso a realização de contratação de atrações gospel para a Expofeira porque desejavam a contratação de uma grande atração para comemoração do Dia da Bíblia em nosso município. Quero aqui saber quem compôs essa comissão? Foram os senhores vereadores que fizeram esta solicitação?”, questionou Edvaldo Lima informando que como representante da comunidade evangélica na cidade, deveria ter participado das discussões.

 

O vereador Isaias de Diogo ( PSC) parabenizou o colega Edvaldo Lima por trazer o tema à discussão e negou participação da Bancada Evangélica da Câmara de Vereadores em discussões para tratar da programação gospel para a Expofeira. “O secretário Edson Borges não teve compromisso com essa bancada, passando por cima de nossa posição e opinião. Soubemos que a grade gospel foi retirada porque não impulsionava o comércio de bebidas no espaço”, criticou.

 

Edvaldo Lima explicou que se manifestou com relação a possível extinção da apresentação das bandas gospel por ser um fiel defensor da comunidade evangélica de Feira de Santana. “Em nosso município existem hoje 140 mil evangélicos. Nesta Casa são cinco vereadores. Precisamos ser ouvidos sim e não vou deixar de defender nenhuma categoria, em especial os evangélicos. Volto a dizer, o secretário Edson Borges afirmou que não teria a apresentação das atrações gospel na tarde da Expofeira”, concluiu o edil.