Eleições 2022: Igreja Universal não quer PT e apoiará Bolsonaro, mesmo com críticas

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

A cúpula da Igreja Universal, apesar da avaliação negativa sobre Jair Bolsonaro, ainda considera o presidente o melhor candidato para a eleição de outubro — ao menos na comparação com Lula.

Na igreja, a avaliação é que a volta do PT ao poder, não necessariamente Lula, não é boa para os evangélicos. O partido é visto como progressista e com posturas e quadros que confrontam os valores cristãos.

Entretanto, há uma crescente insatisfação na cúpula da Universal em relação a Bolsonaro. A avaliação de Edir Macedo e dos principais pastores é que Bolsonaro é “mais preocupado com os filhos do que o povo” – nas palavras de um integrante da cúpula da igreja.

Na visão da Universal, Bolsonaro é um líder frágil, que ignora o sofrimento do povo em nome de defender os filhos. A explosão do desemprego, o crescimento da miséria, a volta da fome com força, a insensibilidade com as mortes causadas pela Covid, tudo isso contrastaria com o empenho do presidente para defender seus quatro filhos que são alvo de investigações – Flávio, Eduardo, Carlos e Jair Renan Bolsonaro.

A Igreja Universal tem sido uma das denominações mais próximas do presidente, tendo apoiado Bolsonaro nos templos e na programação da TV Record, também de propriedade de Macedo.

Fonte: Metrópoles

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS