Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 12/12/2019

Em solenidade emocionante, Escola Regina Vital ganha Concurso Repórter Mirim Procon

A emoção tomou conta da premiação do 1º Concurso Repórter Mirim Procon na manhã desta quarta-feira, 11, no auditório da Superintendência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor. Foram quatro trabalhos de muita qualidade e no final os grandes vencedores foram os alunos da Escola Municipal Regina Vital.

 

A disputa foi acirrada, como pontuou o presidente dos jurados, o secretário de Comunicação, Valdomiro Silva. “Todos os trabalhos foram interessantes e criativos”. A escola vencedora é localizada no George Américo, e falou sobre como formar consumidores conscientes. O momento de maior emoção foi quando uma das estudantes que compõem o grupo falou sobre a satisfação de participar do concurso.

 

“Nós somos uma comunidade onde a maioria dos jovens está no mundo das drogas. Poderíamos estar na perdição do caminho das drogas também, mas estamos tendo essa oportunidade de mostrar esse trabalho de conscientização”, disse a pequena Paula Santos.

 

A equipe campeã, além de ganhar troféu e medalhas, também recebeu vouchês de compras no valor de R$ 200 para utilizarem na Lucidata, apoiadora do concurso. As demais equipes receberam vouchês no valor de R$ 50. Em segundo lugar ficou a Escola do Centro de Educação Básica da UEFS, seguida pela Escola Municipal José Tavares Carneiro, e a Escola Municipal Arthur Martins da Silva.

 

O corpo de jurados foi formado por profissionais da área de comunicação. Eles avaliaram critérios como criatividade, qualidade técnica e nível de apresentação. Formaram a banca junto com o secretário Valdomiro Silva: Juarez Fernandes (Programa Diário da Feira); Ana Paula Vidal (Rádio Princesa FM); Fernando Moreira (Programa Linha Direta); e Emanuelle Pilger (Rádio Povo).

 

O prefeito Colbert Martins da Silva Filho também participou da premiação e destacou a importância e finalidade do concurso. “É preciso tratar as pessoas como consumidores, e dar capacidade de identificar o que é ser consumidor, sabendo dos seus direitos e deveres. E torço para que possam continuar transmitindo as informações aprendidas na escola e em suas casas”, afirmou.

 

A ideia foi reforçada pelo superintendente do Procon, Ícaro Ivvin, que foi o idealizador do concurso. “Passa pelos jovens essa noção de consciência. Então nosso dever é criar multiplicadores e fazer consolidar esse conhecimento. Além da oportunidade que vocês se descubram em uma profissão”.

 

Quem adorou o trabalho foi a aluna da Escola Municipal José Tavares Carneiro, Ana Carolina. “Foi uma experiência incrível, quero ser uma repórter. Minha mãe sempre diz que tenho talento para isso. E o tema nos ajuda a aprender a ser consciente”, disse empolgada.

 

Profissional de comunicação há muitos anos, o secretário Valdomiro Silva acredita em novos talentos. “É preciso estimular para que sejam profissionais de comunicação e também criar multiplicadores de informações. Entender nossos direitos e, principalmente, os deveres”.

 

 

Secom