Versículo do dia
Mas eu vos digo que de toda palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no Dia do Juízo.

Em três meses SMTT apreendeu mais de 100 ligeirinhos

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

SMT 29.01.2015 Foto Arivaldo Publio (4)Apenas nos últimos três meses, cerca de cem veículos, de vários modelos e anos, foram apreendidos pela SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) sob a acusação de estarem sendo usados no transporte ilegal de passageiros, atividade conhecida como ligeirinho. O pátio da SMTT está lotado.

 

O secretário Ebenezer Tuy diz que a fiscalização vem sendo feita regularmente e apreensões estão acontecendo praticamente todos os dias. E ele faz um alerta. “Ao usar este tipo de transporte os passageiros se expõem ao perigo, porque estes veículos geralmente estão em péssimas condições físicas”, adverte. Outro ponto é que os carros usados nem sempre estão com a documentação em dia ou os motoristas não são habilitados. Em caso de acidente com gravidade o passageiro não terá direito ao seguro DPVAT – que cobre as custas médicas.

 

Os passageiros também se expõem a acidentes porque, diz o secretário, na luta pelos passageiros, estes motoristas não têm a devida atenção ao volante e imprimem alta velocidade. “E assim colocam todos em risco”, salienta. Ele acentua ainda que muitos condutores, segundo os usuários os cidadãos, andam armados e sempre mostram as armas – por exibição ou para intimidar a concorrência – nos pontos onde esperam os passageiros. “As pessoas devem pensar duas vezes antes de embarcar em um desses carros”, orienta Ebenezer Tuy.

 

Para liberar o veículo, que fica apreendido durante duas semanas, o dono paga uma multa no valor de R$ 2 mil. A reincidência dobra o período da apreensão e a multa aplicada. E a despesa aumenta ainda mais, caso o automóvel esteja com pendências na documentação, mais o pagamento de multas relativas à infração cometida no trânsito – parar em local não permitido, por exemplo, para que o passageiro embarque, mais a diária, que é de R$ 12.

 

As informações são da Secom/PMFS.

OUTRAS NOTÍCIAS