Em visita ao horto florestal da UEFS, vereador Valdemir Santos critica: “é um crime”

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

“Porque arrancar tantas árvores importantes para os estudos a fim de construir um prédio?”, questionou o vereador Pastor Valdemir Santos (PV), na sessão da terça-feira (09), ao sugerir que o governador Rui Costa (PT) ceda um terreno próximo ao Hospital Geral Clériston Andrade, “ou tantos outros que o Governo tem no nosso município”, para o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA).

Na visão do presidente da Comissão de Obras, Urbanismo, Infraestrutura Municipal e Meio Ambiente, a “doação” de 8.000m² do Horto Florestal da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) “é um crime”, porque a área é utilizada para a realização de atividades acadêmicas e pesquisas nas áreas da botânica, biologia e biotecnologia e, caso retiradas, as árvores presentes no local “não poderão ser replantadas”.

A visita da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal ao Horto Florestal ocorreu ontem (10). O espaço sedia atividades acadêmicas (aulas práticas e teóricas) de cursos de graduação e pós-graduação, além de atividades de extensão e pesquisa da Universidade.

“Falam tanto em zelar pela educação e o nosso excelentíssimo governador doa uma área tão importante de pesquisa para os nossos estudantes, repleta de plantas raras que serão arrancadas para construir um prédio”.

Ascom

OUTRAS NOTÍCIAS