Empresário preso por suspeita de estuprar adolescente é pastor em igreja evangélica

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Um homem que foi preso pela suspeita de estuprar uma adolescente de 16 anos sob ameaça de uma faca, em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, é pastor e fundador de uma igreja evangélica no bairro Santo Antônio dos Prazeres.

 

As informações foram confirmadas ao G1 nesta quarta-feira (15), pela Polícia Civil. O homem foi detido na tarde de segunda-feira (13) por força de um mandado de prisão expedido pela Justiça. Ele foi localizado no mesmo bairro onde fica a igreja.

 

João Nélio Miranda de Jesus, que também é dono de uma empresa de dedetização, ameaçou a vítima e a estuprou após prestar o serviço na casa onde a vítima mora com a mãe, no bairro Feira VII. O crime aconteceu no dia 12 de maio deste ano, mas ele esteve foragido desde então.

 

Nesta quarta, o suspeito segue preso na carceragem do presídio de Feira de Santana.

 

No dia do crime, a vítima deixou o suspeito sozinho no apartamento para a realização do serviço e foi para o imóvel da sogra, que mora no andar de baixo. Segundo a delegada Danielle Matias, o homem abusou da adolescente quando ela voltou para pagar o serviço de dedetização.

 

“Ele forçou um beijo. Diante da recusa da adolescente, ele insistiu para que houvesse prática sexual. Ela nos relatou que ele estava com uma faca e a ameaçou caso gritasse”, disse a delegada.

 

Em depoimento, ele nega que tenha havido estupro e disse que teve a relação sexual consentida pela adolescente. Entretanto, a polícia informou que a jovem fez exames de lesões corporais que comprovam o estupro.

 

Segundo a mãe da adolescente, que preferiu não se identificar, a vítima chegou a tentar suicídio depois de ter sido sexualmente abusada.
“Ela ficou tão traumatizada que um dia ela sonhou com ele, e ela pegou uma ‘gilete’ e tentou suicídio. Cortou os pulsos dela. E toda vez que ela acha que vai vir alguém de moto e vai fazer a mesma coisa”, contou.

 

Outro caso
Segundo a polícia, o suspeito respondia em liberdade por uma ação penal de homicídio, ocorrido em 2007. Na ocasião, ele teria matado um homem a golpes de faca porque a vítima tentou impedi-lo de estuprar uma mulher em uma festa.

 

A polícia destaca que ele não foi localizado durante investigação do homicídio para o interrogatório e nem a Justiça tinha conseguido encontrá-lo até segunda-feira (13), quando ele foi preso por abusar da adolescente.

 

João Nélio Miranda de Jesus foi encaminhado para o Conjunto Penal de Feira de Santana e está à disposição da Justiça.

 

 

Informações do G1 Bahia e foto De Olho na Cidade.

OUTRAS NOTÍCIAS