Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 16/08/2018

Empresário preso por suspeita de estuprar adolescente é pastor em igreja evangélica

Um homem que foi preso pela suspeita de estuprar uma adolescente de 16 anos sob ameaça de uma faca, em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, é pastor e fundador de uma igreja evangélica no bairro Santo Antônio dos Prazeres.

 

As informações foram confirmadas ao G1 nesta quarta-feira (15), pela Polícia Civil. O homem foi detido na tarde de segunda-feira (13) por força de um mandado de prisão expedido pela Justiça. Ele foi localizado no mesmo bairro onde fica a igreja.

 

João Nélio Miranda de Jesus, que também é dono de uma empresa de dedetização, ameaçou a vítima e a estuprou após prestar o serviço na casa onde a vítima mora com a mãe, no bairro Feira VII. O crime aconteceu no dia 12 de maio deste ano, mas ele esteve foragido desde então.

 

Nesta quarta, o suspeito segue preso na carceragem do presídio de Feira de Santana.

 

No dia do crime, a vítima deixou o suspeito sozinho no apartamento para a realização do serviço e foi para o imóvel da sogra, que mora no andar de baixo. Segundo a delegada Danielle Matias, o homem abusou da adolescente quando ela voltou para pagar o serviço de dedetização.

 

“Ele forçou um beijo. Diante da recusa da adolescente, ele insistiu para que houvesse prática sexual. Ela nos relatou que ele estava com uma faca e a ameaçou caso gritasse”, disse a delegada.

 

Em depoimento, ele nega que tenha havido estupro e disse que teve a relação sexual consentida pela adolescente. Entretanto, a polícia informou que a jovem fez exames de lesões corporais que comprovam o estupro.

 

Segundo a mãe da adolescente, que preferiu não se identificar, a vítima chegou a tentar suicídio depois de ter sido sexualmente abusada.
“Ela ficou tão traumatizada que um dia ela sonhou com ele, e ela pegou uma ‘gilete’ e tentou suicídio. Cortou os pulsos dela. E toda vez que ela acha que vai vir alguém de moto e vai fazer a mesma coisa”, contou.

 

Outro caso
Segundo a polícia, o suspeito respondia em liberdade por uma ação penal de homicídio, ocorrido em 2007. Na ocasião, ele teria matado um homem a golpes de faca porque a vítima tentou impedi-lo de estuprar uma mulher em uma festa.

 

A polícia destaca que ele não foi localizado durante investigação do homicídio para o interrogatório e nem a Justiça tinha conseguido encontrá-lo até segunda-feira (13), quando ele foi preso por abusar da adolescente.

 

João Nélio Miranda de Jesus foi encaminhado para o Conjunto Penal de Feira de Santana e está à disposição da Justiça.

 

 

Informações do G1 Bahia e foto De Olho na Cidade.