Escolas municipais vão seguir novas recomendações de isolamento do Ministério da Saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Unidades de ensino só devem suspender as atividades por completo em casos específicos

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) de Feira de Santana começou a adotar a partir desta segunda-feira, 24, as novas recomendações do Ministério da Saúde para o isolamento em casos diagnosticados da Covid-19. O período foi reduzido de dez para cinco ou sete dias caso não apresente mais sintomas respiratórios e febre.

Conforme identificação dos casos positivos em profissionais ou estudantes, os diagnosticados e sintomáticos devem isolar-se. No entanto, as escolas permanecerão em funcionamento. Seguindo as orientações da Secretaria Municipal de Saúde e do órgão federal, as unidades escolares só devem suspender as atividades por completo em casos específicos, após avaliação da Seduc.

A recomendação leva em consideração quadros leves e moderados da doença. Após os primeiros sintomas, a pessoa deve isolar-se e fazer o teste para confirmar a doença. Somente quem apresentar sintomas e tiver contato com o positivado deve ser isolado/testado.

“Qualquer pessoa que tenha o resultado positivo para Covid-19 pode repetir em cinco dias o teste [RT-PCR ou teste rápido de antígeno], se estiver há 24 horas sem sintomas respiratórios, febre ou ter utilizado medicamentos antitérmicos. Nessa situação, pode sair do isolamento no sexto dia. Em casos de resultado positivo, o isolamento será mantido até o décimo dia”, explica o secretário de Saúde, Marcelo Britto.

Ainda, o secretário ressaltou que a pessoa assintomática, após sete dias completos de isolamento, pode sair da condição sem a necessidade de testagem. Caso chegue ao sétimo dia com indícios da doença, deve manter o isolamento até completar dez dias ou refazer obrigatoriamente o exame. Ao décimo dia, se estiver sem nenhum sintoma, está liberado para as atividades normalmente.

Caso os sintomas persistam após os dez dias, é recomendado a procura médica, pois o quadro pode ter se agravado. Essas recomendações são válidas para todos os casos positivos da doença.

MEDIDAS DE SEGURANÇA

Mesmo com a redução do período de isolamento e a ampla cobertura de vacinação, todos devem seguir rigorosamente as medidas de prevenção.

“A higienização das mãos e dos ambientes, utilização de máscaras e distanciamento social devem ser cuidados constantes. Tudo isso faz parte do nosso cotidiano, portanto as medidas sanitárias devem ser seguidas com afinco, independente dos indicadores da doença”, reforça a secretária de Educação, professora Anaci Paim.

A secretária ainda pediu atenção à comunidade escolar para todas as novas recomendações e período de isolamento.

Secom

OUTRAS NOTÍCIAS