Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/05/2019

Estevam e Sônia Hernandes falam da morte do filho Tid

O apóstolo Estevam Hernandes, de 65 anos, falou pela primeira vez sobre a morte do filho Tid, que ocorreu em 2016. Antes de falecer, Tid passou sete anos em coma.

 

O apóstolo e sua esposa, bispa Sônia, fundadores da Igreja Renascer em Cristo, travaram longas batalhas durante esse período.

 

Uma delas foi com os médicos que operaram Tid. Então com 29 anos, ele lutava contra a obesidade e se submeteu a uma gastrectomia vertical com interposição ileal, em que se retira uma parte do intestino delgado.

 

– Os profissionais não pediram exames antes de submetê-lo à cirurgia para a retirada de parte do intestino com o objetivo de perder peso. O histórico dele era delicado: havia feito dois transplantes renais, redução de estômago, sofrera um AVC e tinha um stent no coração – contou Estevam à revista Veja.

 

Apesar de Tid ter entrado em coma em 2009, a família só entrou na Justiça contra os profissionais um ano depois.

 

– Para os pais, decorre um tempo para perceber o que está se passando e ver o quadro como um todo. O impacto é muito violento. Acionamos a Justiça ao nos darmos conta de que, de fato, houvera um erro brutal: tratava-se de uma cirurgia ainda experimental, meu filho era doente e não foi pedido nenhum exame prévio – explicou.

 

O apóstolo classificou alguns comentários sobre o caso nas redes sociais como “cruéis”. As acusações eram de que a Renascer faz cultos de cura e mesmo assim a Igreja não teria salvado Tid.

 

– Tais comentários mostram o lado cruel das pessoas. Não somos curandeiros. Existem vários testemunhos de cura através da fé. Mesmo que não tenha a cura esperada, a pessoa ganha força para atravessar uma doença – destacou Hernandes.

 

Fonte: Pleno News